As ferrovias de integração são vias ferroviárias que servem para dinamizar o escoamento de mercadoria e ligar todos os polos do país. No Brasil, a criação dessas ferrovias está como prioridade no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). As ferrovias consideradas como de integração, segundo o Ministério de Transportes, são:

 

Imagem 1: Mapa Ferroviário segundo o PAC,

Fonte: Ministério dos Transportes.


Ferrovia Norte-Sul: Quando for concluída terá cerca de 4155,6 km, passando pelos estados do Pará, Maranhão, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Ela é parte vital da logística no Brasil, tendo como objetivo ampliar e integrar o sistema ferroviário brasileiro.


Ferrovia de Integração Oeste-Leste: O projeto terá 1527 km de extensão, passando por estados como Bahia e Tocantins. Ela será capaz de garantir o transporte de regiões produtoras de minério de ferro de Caetité e Tanhaçu e das produtoras de grãos. Uma de suas grandes características é o baixo impacto ambiental; é também conhecida pela sigla FIOL.

Transnordestina: Com um total de 1728 km quando totalmente construída, ligará o estado do Piauí aos postos de Suape (Pernambuco) e Pecém (Ceará). Sendo assim, essa ferrovia será fundamental para a otimização do transporte de cargas no Nordeste.

 


Saiba mais:

Site Oficial do Ministério de Transportes;

Opinião Portogente, Everaldo Barros em: “Investimento em Ferrovias”; 

Escola Virtual Portogente: Curso “Modais de Transporte”. 

Escola Virtual Portogente: Curso "Ferrovias".

 

 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente