Ressaca é um fenômeno até certo ponto comum no litoral brasileiro e caracterizado pelo movimento rápido e violento de ondas em regiões costeiras, provocando uma grande elevação da superfície do mar. Três processos físicos são responsáveis pela formação de ressacas: empilhamento pelo vento, onda e maré.

santos ressaca orla
Ressaca na orla da Ponta da Praia, em Santos - Foto: Marcelo Martins/PMS

Mais informações
* Avisos de Mau Tempo pela Marinha do Brasil
* Hidromares - Monitoramento em tempo real

Atividades de navegação, pesca e esportes náuticos são muito afetadas e prejudicadas pela formação de ressacas. De acordo com a Hidromares, empresa especializada em oceanografia e monitoramento ambiental, o empilhamento de água na costa Sudeste do Brasil ocorre associado aos ventos de sistemas meteorológicos frontais, comumente chamados de frentes frias, com direção de Sul a Sudeste. Ventos com essa direção geram elevação do nível do mar na costa: quanto mais persistentes e intensos os ventos, maior será a elevação.

Ondas na superfície do mar também são geradas pelos ventos. Quanto maior a intensidade do vento, maior é a altura da onda gerada. Portanto, como os ventos associados a frentes frias tendem a ser mais intensos, ondas mais altas são observadas durante ressacas.

ressaca mar

Veja também
* Hidromares - Previsões operacionais
* Equipamentos: ondógrafos

Por fim, ainda há as marés. As marés não são geradas pelos ventos. Elas são formadas a partir da atração gravitacional da Lua e do Sol sobre a Terra. Por isso, possuem ciclos associados à posição desses astros em relação ao planeta. Ressacas mais intensas ocorrem durante marés de sizígia: quando a Lua, o Sol e a Terra estão alinhados (lua nova ou cheia), as forças se somam e as maiores amplitudes de maré são observadas.

Dessa forma, ao longo do litoral Sudeste do Brasil, super-ressacas ocorrem quando frentes frias com ventos intensos passam lentamente pela região durante o período de maré de sizígia. A intensidade dessas ressacas pode atuar de forma destrutiva em orlas de praias, prejudicando bens públicos e privados. Com o avanço da tecnologia e o desenvolvimento da metereologia é possível prever ressacas com alguns dias de antecedência.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s