A malha rodoviária que corta o Estado de São Paulo entre as cidades de Itaporanga a Franca, mais conhecida como Rodovia dos Calçados, passará a ser mantida e operada pelo grupo Arteris S.A.. Daqui a 30 dias o grupo deverá assinar o contrato de 30 anos de concessão, podendo ser prorrogado por mais 30.

                                          Imagem

Leia também

BR-163 recebe verba para pavimentação e Antaq multa Codomar em novela confusa

Concessão com vetos

A Arteris apresentou outorga com 438% de ágio sobre o valor mínimo para a disputa, configurando proposta de R$ 1,2 bilhão para a primeira parcela do valor da concessão, além de R$ 225,5 milhões a ser pago em 2018, totalizando o R$ 1.438.983.921,11 pela outorga.

O lote concedido inclui 720 quilômetros de rodovias que passam por 35 municípios das regiões de Bauru, Franca, Itapeva, Ribeirão Preto, Sorocaba e Central. O projeto viabiliza R$ 5 bilhões em investimentos ao longo da concessão, sendo R$ 3,25 bilhões a serem efetivados já nos primeiros dez anos. Do total, R$ 1 bilhão é destinado às obras principais de ampliação da malha rodoviária, R$ 2,4 bilhões referentes à restauração e conservação, além de implantação de equipamentos e sistemas, bem como outras melhorias nas pistas.

A concessionária terá que equipar a rodovia com wi-fi para disponibilizar, em tempo real, informações sobre a situação do trânsito, desvios, condições climáticas, segurança viária etc. As estradas precisarão ser totalmente monitoradas por câmeras inteligentes. Há a possibilidade da concessionária adotar tarifas flexíveis, com preços menores nos horários de menor demanda de tráfego.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente