Em entrevista especial ao Portogente, o diretor-presidente do Porto de Imbituba, Jamazi Alfredo Ziegler, fala sobre os planos para o complexo portuário catarinense, que alcançou o maior resultado operacional e financeiro da história, em 2018. E as boas notícias, a depender do presidente anunciado, em 18 de janeiro último, pelo governador Carlos Moisés, só tendem a aumentar.

De forma bem esclarecida, Ziegler observa que todos os seus atos em relação ao Porto serão norteados por princípios “como a legalidade e a transparência”. Nesse sentido, avisa que está em estruturação o setor de compliance da Autoridade Portuária.

Destacando as condições privilegiadas do Porto – como acesso imediato ao mar aberto e águas calmas para manobras de navios, sem registros frequentes de fechamento de operações por más condições climáticas –, o presidente avisa que Imbituba investirá na “na prospecção de cargas, atração de novas linhas de navegação, realização de melhorias estruturais para o recebimento e embarque de mercadorias, além da aplicação crescente de estratégias de BI (business intelligence) e tecnologias da informação para maior eficiência da administração do Porto”. E avisa que fará “uma gestão técnica e comprometida com a evolução regional fará com que o Porto de Imbituba esteja entre os portos que mais crescem no País.”

600 Jamazi ImbitubaJamazi Alfredo Ziegler, desde janeiro no cargo de diretor-presidente do Porto de Imbituba, quer empreender um estilo de
transparência e legalidade em todos os atos do complexo portuario catarinense. Fotos: Divulgação.

Biografia rápida
O novo presidente do Porto de Imbituba começou a carreira como oficial da Polícia Militar em 1990, no 10º Batalhão, em Blumenau. Em Florianópolis, Ziegler atuou Diretoria de Apoio Logístico e Finanças da PMSC, foi oficial corregedor da Corregedoria-Geral da corporação, passou pela Companhia de Santo Amaro da Imperatriz, trabalhou na Diretoria de Pessoal do Quartel do Comando Geral da PMSC, foi chefe de gabinete do Secretário Adjunto de Estado da Segurança Pública e também participou como membro da Comissão de Direito Militar da OAB/SC, na condição de convidado especial.

Além de graduado no Curso de Oficiais da Polícia Militar de Santa Catarina, Ziegler é bacharel em Direito e especialista em Direito Administrativo, Prevenção ao Crime, Administração de Segurança Pública, Direito do Trabalho e Preparação à Magistratura do Trabalho.

Portogente - Quais os projetos atuais do Porto de Imbituba levando em conta o cenário econômico do País, em termos de produção, emprego, importação e exportação?
Jamazi Alfredo Ziegler - O Porto de Imbituba realizou, em 2018, o maior resultado operacional e financeiro da história do complexo portuário. Aliado a estas conquistas, a perspectiva de estabilização do cenário político-econômico brasileiro para 2019, com a retomada dos investimentos em infraestrutura e logística, e a esperada aprovação da reforma da previdência, aumentando o nível de confiança do mercado, apontam para uma expectativa de novo recorde histórico de movimentação no Porto de Imbituba, ultrapassando 5,6 milhões de toneladas anuais. Quanto aos investimentos internos, estão em fase de análise novas obras que beneficiem a segurança e a produtividade da operação portuária, como a melhoria do cais 3 e a ampliação da malha ferroviária dentro do Porto. Também se considera de vital importância para a manutenção dos resultados crescentes a finalização do processo de revisão da Poligonal junto à Secretaria Nacional de Portos e a realização de novos arrendamentos via processo licitatório. Também esperamos a aprovação do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto de Imbituba e a estruturação do setor de compliance da Autoridade Portuária.

Porto ImbitubaImbituba é privilegiado pelo acesso imediato ao mar aberto e águas calmas para manobras de navios.

Quais as principais demandas atendidas por Imbituba?
O Porto realiza operações comerciais com mais de 40 países, sobretudo, com os Estados Unidos, Rússia, Chile e China. No Brasil, sua principal área de influência compreende os Estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A instalação portuária atua em duas frentes de navegação: de longo curso (importação/exportação) e de cabotagem, as quais atendem principalmente os setores da agroindústria (soja, milho, sal, madeira etc.) e dos agrominerais (coque de petróleo, carvão etc.).

Quais vantagens operacionais, territoriais e tarifárias o Porto oferece?
Considero que o Porto de Imbituba é privilegiado pelo acesso imediato ao mar aberto e águas calmas para manobras de navios, sem registros frequentes de fechamento de operações por más condições climáticas. Nosso canal de acesso marítimo conta com uma profundidade de 17 metros e nossos berços de atracação mais profundos com 15 metros. O acesso rodoviário e ferroviário também é outro fator de destaque. O complexo portuário é subsidiado pela BR-101, uma das mais importantes rodovias do País, distante apenas 6km do Porto, e pela malha da Ferrovia Tereza Cristina (FTC), que liga o Porto ao município de Criciúma, na Região Sul de Santa Catarina, perpassando por 14 municípios. Outra vantagem é a nossa flexibilidade na operação de diferentes tipos de cargas. Somos capazes de operar granéis agrícolas, minerais e líquidos, contêineres e cargas gerais, em uma imensa retroárea, de aproximadamente 1,2 milhão de metros quadrados, a qual abriga quatro berços de atracação, instalações administrativas da Autoridade Portuária e dos órgãos intervenientes, e cinco Terminais para armazenagem e operação de cargas.

Porto Imbituba 2Agilidade, legalidade e excelência na prestação do serviço portuário

Para o cenário futuro, quais são os objetivos e metas?
Para 2019, os empresários brasileiros e estrangeiros podem esperar um Porto de Imbituba competitivo e sempre aberto ao diálogo. Não mediremos esforços para fomentar novas parcerias, tanto nacionais quanto internacionais. Nossa postura será de trabalho árduo na melhoria das condições operacionais e de abertura do Porto para o mercado, com base em princípios como a legalidade e a transparência. Em conjunto com nossos parceiros da comunidade portuária, o foco estará na prospecção de cargas, atração de novas linhas de navegação, realização de melhorias estruturais para o recebimento e embarque de mercadorias, além da aplicação crescente de estratégias de BI (business intelligence) e tecnologias da informação para maior eficiência da administração do Porto. Uma gestão técnica e comprometida com a evolução regional fará com que o Porto de Imbituba esteja entre os portos que mais crescem no País. Agilidade, legalidade e excelência na prestação do serviço portuário. É isso que todos podem esperar do Porto de Imbituba para o cenário futuro de curto e médio prazo.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s