O Complexo Industrial Portuário de Suape começa a percorrer o interior pernambucano para apresentar o Projeto de Consolidação de Cargas para Exportação (PCCE) com objetivo de atrair potenciais exportadores. A primeira parada será no Agreste pernambucano. No dia 28 de abril último, uma equipe de Suape aporta em Caruaru integrando a Caravana do Plano Nacional de Cultura Exportadora (PNCE), uma ação realizada por integrantes do Comitê do PNCE. Além da apresentação do Complexo, a programação contará com palestras da AD Diper, Sebrae, Senai, UFPE e Fiepe. O encontro será realizado na Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), com participação gratuita.

Durante todo o dia, empresas da região interessadas em exportar seus produtos serão apresentadas à oferta de serviços voltados para esta atividade. A programação tem início às 8h30 com o cadastramento e segue com palestras da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação; da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco; Banco do Brasil; da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe); do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas; do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); dos Correios; do Complexo Industrial Portuário de Suape; do Banco do Nordeste do Brasil e, da Universidade Federal de Pernambuco. No período da tarde, as empresas estarão à disposição para atendimento presencial e individual, esclarecendo dúvidas e consultas de informações. As inscrições podem ser realizadas no telefone: 81 3181.7327 ou no local, no dia do evento.

Nova etapa
Essa é mais uma etapa para o desenvolvimento do PCCE, lançado pelo Complexo de Suape em fevereiro. O trabalho foi iniciado no ano passado, com a realização de reuniões com empresas que formam essa cadeia e com a captação das propostas com armadores que atuam no setor para conseguir condições mais atrativas para os pequenos produtores do estado e região. O objetivo é que o escoamento dos diferentes produtos produzidos em Pernambuco seja via Porto de Suape. Reuniões periódicas com esses atores estão sendo realizadas, permitindo o andamento da ação e facilitando a comunicação entre os envolvidos no projeto.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco e presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Thiago Norões, pontuou a importância do projeto. “Queremos criar uma rede organizada onde o pequeno produtor seja beneficiado de fato. Queremos o seu produto chegando ao destino final mais rápido e com menos custos. A união das empresas vai fazer desta ideia uma realidade produtiva e rentável para todos”, defendeu.

Eexportações
Ao longo de 2015, o Porto de Suape embarcou 1 milhão de cargas para portos internacionais. Os países que mais receberam cargas embarcadas em Suape foram Antilhas Holandesas, Holanda, Argentina, Itália e Espanha. Cargas conteinerizadas, óleo combustível, óleo bruto de petróleo, açúcar e óleo diesel foram as principais mercadorias exportadas.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s