A Porto do Açu Operações, que administra e desenvolve o Complexo do Porto do Açu, no norte do estado do Rio de Janeiro, participou nesta semana da 13ª edição da Petrotech - um dos maiores eventos de óleo e gás da Índia - durante agenda no país asiático. A empresa, parceria do Grupo Prumo com o Porto de Antuérpia, na Bélgica, tem estreitado o relacionamento com os profissionais indianos, uma vez que o Brasil é o segundo maior parceiro comercial da Índia, em importações e exportações, dentre os países da América Latina.

Feira Petrotech, sobre óleo e gás, na Índia
Momento de confraternização na Petrotech - Foto: Porto do Açu

Leia também
* Porto do Açu recebe comitiva japonesa e busca atrair investimentos internacionais
* Porto do Açu utiliza ZPE para atrair investimentos com origem no Japão
* Administração escolhe profissional do mercado de petróleo e gás como CEO do Porto do Açu

Na Petrotech, a gerente geral de Parcerias Estratégicas da Porto do Açu, Maartje Driessens, teve a oportunidade de apresentar o Complexo como o hub portuário ideal para players de óleo e gás e fornecedores de serviços para a indústria: "Como a economia indiana está crescendo e o mercado mira cada vez mais investimentos no exterior, é importante ressaltar que o Açu pode ser parceiro em diversos tipos de negócios. O empreendimento é atraente para as empresas indianas tanto para a aquisição de novas fontes de matérias-primas quanto para novos mercados para seus produtos".

Na conferência, organizada pelo Ministério de Petróleo e Gás Natural da Índia, Maartje também falou sobre a atuação da mulher no setor de óleo e gás: "O painel que participei mostrou que as empresas estão engajadas em atrair mulheres para o segmento e equilibrar a balança de gênero, movimento que a Porto do Açu também defende e já tem realizado". Durante agenda na Índia, ela visitou portos e terminais privados, grupos multisetoriais indianos com atividade no Brasil e outros potenciais parceiros da Porto do Açu. Em alguns encontros, a representante belga da empresa contou com o apoio do Cônsul Geral da Índia no Rio de Janeiro, Leonardo Ananda; do Cônsul Honorário da Índia em Belo Horizonte, Elson de Barros; e da representante do Porto de Antuérpia em Mumbai, Malini Dutt.

Segundo Malini, com o roteiro junto à Porto do Açu, ela conseguiu obter mais informações e insights sobre o atual foco da empresa no país indiano. "O roadshow pela Índia veio no momento certo. Vejo a possibilidade de desenvolver uma relação simbiótica entre os representantes da Porto do Açu e do Porto de Antuérpia. Para nós, será uma oportunidade de fornecer valor adicional aos atuais clientes com interesses comerciais no Brasil. Já o Açu poderá alavancar a atração de novos negócios, através da rede de clientes do porto parceiro. Além disso, existem oportunidades de colaboração entre ambos, no futuro, com um alcance conjunto".

Ainda como parte da agenda comercial da Porto do Açu, ao longo das próximas semanas a empresa estará em roadshow pela China. No ano passado, de acordo com dados do extinto Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o país asiático foi o principal parceiro comercial e investidor do Brasil, respondendo por 26,8% das exportações brasileiras e 19,2% das importações.

Segundo a diretora Comercial da Porto do Açu, Tessa Major, investir em agendas externas é essencial para a construção de relações de confiança e longo prazo com o mercado asiático. "O nosso objetivo é conectar o Brasil ao comércio global, uma vez que desenvolvemos e administramos um complexo portuário de classe mundial. Temos infraestrutura de ponta e eficiência logística para aproximar os principais centros produtores brasileiros das crescentes demandas da China e demais países asiáticos".

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s