Opinião

Consultor em energia e diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp)

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo e da Federação Nacional dos Engenheiros

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Engenheiro eletrônico, é vice-presidente da Fiorde Logística Internacional, de São Paulo-SP, e professor de pós-graduação em Transportes e Logística no Departamento de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Engenheiro e chairperson do 11º Simpósio SAE BRASIL de Tendências

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O novo Plano Diretor de São Paulo traz avanços significativos para a viabilização de moradia para as famílias de baixa renda: ampliou de 964 para 2.281 o número de perímetros de Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis), destinados quase que exclusivamente para famílias com renda de até 3 salários mínimos (SM), e criou mecanismos que permitem a constituição de um banco de terras para a produção de Habitações de Interesse Social (HIS), através da cota de solidariedade, dos recursos advindos das operações urbanas consorciadas e da destinação dos recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb).

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente