A Infraero emitiu na terça-feira (12/3) a ordem de serviço para a execução dos projetos e obras de ampliação e reforma do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de São José dos Pinhais/Curitiba - Afonso Pena (PR). O documento autoriza o início dos trabalhos, cujo investimento total será de R$ 246,7 milhões. O processo licitatório foi realizado por meio do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), sendo o primeiro dentro da Infraero a utilizar a contratação integrada, em que os projetos e obras são realizados pela mesma empresa.
 
Os primeiros serviços contemplam a elaboração dos projetos básico e executivo, cuja execução tem um prazo de seis meses. Em seguida, será iniciada a primeira etapa das obras, que prevê a implantação de 32 novos balcões de check-in, oito novas pontes de embarque, 17 novos elevadores, seis novas escadas rolantes e quatro esteiras de restituição de bagagens. Após a conclusão desta etapa, prevista para maio de 2014, o Afonso Pena terá capacidade para receber 10,4 milhões de passageiros por ano. Atualmente o aeroporto comporta 7,8 milhões de passageiros e a movimentação prevista para o ano que vem, incluindo a demanda da Copa, é de 7,6 milhões de embarques e desembarques domésticos e internacionais.

Já a segunda etapa, com um prazo de execução de 18 meses, envolverá os trabalhos restantes de reforma e ampliação do terminal de passageiros, com conclusão prevista para 2016, quando o aeroporto terá capacidade para receber até 14,6 milhões de passageiros por ano.

O superintendente  de Empreendimentos Sul e Sudeste da Infraero, Marcelo Raggi Pacheco, enfatizou a importância dos empreendimentos. “A assinatura desta Ordem de Serviço é a pedra fundamental da ampliação do Afonso Pena, que é também o maior investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na Região Sul. Trabalharemos em conjunto e com total empenho no planejamento e na elaboração dos projetos e das intervenções. Assim, teremos, no prazo estipulado, uma estrutura mais ampla e renovada, garantindo conforto e qualidade para o atendimento ao passageiro”, afirmou.

Segurança durante as obras
Para garantir a segurança dos passageiros e das operações durante as obras, a Infraero também elaborou um planejamento para assegurar a fluidez das atividades em meio aos trabalhos de ampliação. O cronograma priorizará trabalhos em áreas de menor circulação de passageiros e usuários para evitar interferências nos fluxos operacionais. Além disso, as áreas das obras serão isoladas e sinalizadas, além do reforço na orientação por parte de empregados da Infraero.
 
Mais melhorias
O Aeroporto Internacional de Curitiba está com as obras de ampliação do pátio de aeronaves em fase final. Em abril, a expansão da área de estacionamento de aeronaves deverá ser concluída, passando dos atuais 84 mil para 144 mil m², criando nove novas posições de estacionamento para aeronaves. Ao todo, R$ 26,7 milhões serão investidos.

Outra ação em curso é o processo licitatório para a contratação dos estudos preliminares para a construção da terceira pista de pousos e decolagens do aeroporto. A licitação, por meio do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), foi aberta no final de fevereiro e a proposta arrematante, de R$ 1,5 milhão, está em análise técnica pela Infraero.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente