O sistema de hidrovias no Porto de Santos (SP) virou uma lenda. É como o saci-pererê, todo mundo fala mas ninguém vê. Há mais de 10 anos esse assunto é tratado sem o menor sinal de fazer acontecer. Várias são as causas dessa imobilidade. Uma delas, e básica, é que os gestores indicados por Brasília desconhecem os caminhos da região do Porto.

Leia também
Investimentos em rodovias federais

Atual presidente da Codesp, José Alex Oliva traz mais uma promessa no curso do transporte hidroviário. Todavia, bem distante de um projeto hidroviário possível para a bacia do complexo portuário santista. Mas se sair do papel pode promover um efeito demonstração que convença ser vantajoso fazer investimentos nessas aquavias. É preciso estender por água o porto às cidades vizinhas.

Enquanto as barcaças não chegam, os contêineres avançam por terra desordenadamente, à margem dos rios, e congestionando as vias de circulação rodoviária. O comércio tem pressa e não pede passagem. Esse crescimento desordenado e sem controle da Autoridade Portuária é fator que reflete negativamente na produtividade global, do produtor ao consumidor.

Quando ocorrem resistências na área de transição de modais, entre os transportes terrestre e o marítimo no entorno do Porto, elas se refletem em desarranjos de programação de armazenagem e nos tempos de esperas dos navios. Geram prejuízos de altos valores.

Por ser uma região estreita entre o Oceano Atlântico e a Serra do Mar, o tráfego congestionado de caminhões em função do porto justifica as hidrovias em distâncias de no máximo 30 quilômetros. O ganho de escala se dá ao se deslocar grandes volumes em menor tempo e sem impactar o fluxo urbano.

Acompanhe
WebSummit 2018 Porto Sustentável

No entanto, como a pedra no caminho do Drummond, dos cinco rios ligados ao Porto de Santos, quatro são atravessados por pontes com alturas que em maré alta não permitem sequer a passagem de pequenas lanchas. E os prefeitos das quatro cidades de origem desses rios ainda não perceberam a riqueza dessa conexão ao mais importante porto do Hemisfério Sul. Tristes realidades da lenda.

 

* Saci por Ziraldo

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s