ComplianceQuem está lhe observando? Esta questão que antes era inerente a notícias sensacionalistas de gente famosa alvo dos paparazzi, hoje pode ser respondida por clientes, produtos e empresas. A boa qualidade de produtos exposta formalmente em sites institucionais de fabricantes pode ser destruída por comentários de consumidores nas redes sociais. Curtidas e compartilhamentos podem refletir em cotações de ações nas bolsas de valores. Uma rede mundial de metadados, dados sobre dados, transformou-se em um rio que arrasta as cortinas com que se pretende encobrir a verdade. É um mundo onde o compromisso com a sociedade deve ser um mapa correspondente ao território.

Leia
Websummit 2018 Porto Sustentável

Supercomputadores velozes, com capacidade extraordinária de processamento de dados e informações, estão modelando uma sociedade de olhos e ouvidos mais atentos e mais sensíveis. Medir, comparar e avaliar ficou mais simples e universal. Neste projeto de reconstruir um universo uniformemente consistente e homogêneo, com dados e informações circulando na fantástica rede de computadores da Internet, quem ignorar essa realidade estará descuidando da governança corporativa.

Leia
BTP e a mobilidade de Santos

A J&F anunciou, na última semana, a implantação de um programa de compliance (conformidade com normas) em todas as suas empresas, a exemplo de outras envolvidas na Lava Jato, como a Odebrecht. Demonstração inequívoca de avanço na área de governança corporativa. Ainda que tímido se comparado ao universo de empresas, evolui e pode-se dizer de forma irreversível e crescente, como condição necessária para participar no tabuleiro mundial.

Conforme o site da Rumo, a empresa está listada desde 2017 na BM&FBovespa no mais alto nível de governança corporativa “Novo Mercado”. No entanto, Portogente encaminhou indagações a sua assessoria de imprensa e as respostas vieram lacônicas sobre a cobertura da sua área de operação com granéis no Porto de Santos (SP), cuja área é de mais de 20 mil metros quadrados. Este fato tem motivado muitos rumores, pois o custo da cobertura faz parte de um nutrido financiamento de R$ 3,5 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia aqui
A cobertura da Rumo e o BNDES

Criado no início do século XX nos Estados Unidos, o tema e as boas práticas de governança têm ganhado espaço mundial, não só em meios acadêmicos, mas em fóruns internacionais. Seus princípios atendem aos objetivos do desenvolvimento sustentável defendido pela Organização das Nações Unidas (ONU). A corrupção está sendo examinada com muita transparência, pois os valores por ela drenada atingem percentuais altos de Produto Interno Bruto (PIB) de diversos países.

Leia ainda
Compliance ambiental e regulatória para a atividade econômica brasileira

Dentro dessa visão holística, compliance abarca também o reconhecimento da boa reputação da empresa no mercado. Por isso, convém ao presidente da Federação Nacional de Operadores Portuários (Fenop), Sérgio Aquino, fazer com que as novas formas de atuação dessa entidade, envolvendo patrimônio nacional, tenham transparência e debate com a sociedade, necessários à inteligência das coisas e das ações. A iniciativa de transferir áreas portuárias para empresas privadas é um processo que envolve altos riscos. Portogente, com a ética, imparcialidade e pluralismo habituais, irá garantir espaço a todos que quiserem se manifestar sobre questão tão polêmica.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente