Os bitcoins podem ser a mais nova "bolha" do mercado mundial? O mercado das moedas digitais - as criptomoedas - registrou números que chamaram a atenção de muitos investidores em 2017. Só no primeiro semestre do ano passado foram movimentados cerca de US$ 100 bilhões em todo o mundo. No Brasil, esse número chegou aos R$ 90 milhões. Com esse mercado aquecido, acredita-se que 2018 seja o ano das moedas digitais.

Para Rafael Narezzi, especialista em cibersegurança da 4CyberSec, o mercado das moedas digitais possui grandes diferencias, por isso muitos querem estar dentro. "A demanda só aumenta e prevemos cerca de 140 milhões de novos usuários em 2018. O mundo passou a aderir esse sistema financeiro, no qual podemos trocar valores globalmente sem depender de bancos, de forma ainda mais segura e com melhor eficiência na transação", explica.

Além da valorização da moeda, que cresce disparadamente, outros fatores que atraem interessados é a transferência de valores sem a dependência de humanos, ou seja, a automatização de um "sistema financeiro". No entanto, como tudo o que é novo há coisas a serem estudadas e melhoras. Rafael Narezzi ressalta que se trata de um mercado não regulado, por isso é preciso saber como investir sem evitar perdas e maiores danos.

O especialista indica: "Para aprender sobre o mercado, você deve começar estudando cada moeda. Leia, pesquise e veja se essa moeda tem algum diferencial no qual vale investir. Procure saber por que certa moeda e melhor que outras, ou até mesmo quais são as moedas com menores riscos. É necessário ter disciplina e ter consciência para investir em algo não regulado. Assim é possível lucrar bastante."

Todavia, há perigos. 

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente