Há expectativa de que, em 2018, a burocracia que envolve comércio exterior se torne mais simplificada. Até 2 de julho os exportadores brasileiros deverão migrar suas operações para o Novo Processo de Exportações do Portal Único de Comércio Exterior, conforme orientação da Comissão Gestora do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex).

O novo sistema permite que três documentos - Registro de Exportação (RE), Declaração de Exportação (DE) e Declaração Simplificada de Exportação (DSE) – sejam substituídos pela Declaração Única de Exportação (DUE).

Outros pontos favoráveis da mudança é a integração da DUE com a Nota Fiscal Eletrônica (Nfe), melhor rastreabilidade e controle das operações, redução de cerca 60% no número de informações prestadas e o paralelismo dos fluxos processuais.

Até 2 de julho serão interrompidos os novos registros nos módulos Novoex, DE-Hod e DE Web, sistemas atualmente utilizados para a realização de exportações.

A migração das operações de importação ainda não tem data limite definida.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente