Em 2015 morreram, no Brasil, cerca de 38 mil pessoas em acidentes de trânsito, conforme dados oficiais. Uma das metas estabelecidas pelos objetivos de desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) é a de redução das mortes à metade até 2020.

Leia também
Acontece o WebSummit 2017. Online e gratuito. Participe.

Estudos revelam que o custo social de acidentes de trânsito chega R$ 30 bilhões por ano. Em reunião na Câmara Federal para discutir sugestões sobre segurança e legislação relacionadas ao trânsito, o coordenador-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Francisco Garronce, disse que muitos acidentados não são registrados como vítimas do trânsito: “Ninguém vai querer embarcar num avião sabendo que todo dia está caindo um avião e matando cem pessoas. Mas todos os dias o trânsito brasileiro mata mais do que cem. Nós criamos um filtro como se isso fosse normal".

Garronce lamentou que o Brasil ainda não tenha aderido ao WP29 (Working Party 29), um grupo de trabalho da ONU que hoje conta com 62 países e discute a evolução das regulamentações dos itens de segurança dos veículos.í

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente