Um feito histórico que somente poderemos realizar se tivermos condições de mostrar, daqui para frente, um desempenho extraordinariamente competente

O quase secular sonho da construção de uma ligação seca entre as margens do estuário do Porto de Santos, litoral paulista, agora irá se concretizar. Desta vez, por uma opção dentre duas propostas de solução: ponte e túnel. A ponte tem a certeza de projeto e financiamento da Ecovias e o túnel tem o compromisso verbal do ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas. Por isso, no dia 22 próximo, vamos realizar o Webinar Semanal Portogente (WSP) para debater, esclarecer e bem confrontar, o grau de viabilidade da ligação submersa.

Túnel Dad

Editorial | Portogente 
Ponte ou túnel ligando as margens do Porto de Santos

A projeto da ponte, apresentado em 2019, foi reformulado em alguns pontos: localização e aumento da extensão do vão. Esses detalhes, contudo, ainda não foram divulgados. Como ainda não foi agendada reunião entre o Governo do Estado e o Miinistério da Infraestrutura (MInfra) para a apresentação da nova proposta. O certo é que o Governo Federal quer uma alternativa por túnel na mesa para poder comparar. É inegável que a ligação a seco das margens será um fator de pujança agregado ao Porto de Santos, que está em processo de desestatização.

Cais das Letras | Márcia Costa 
Engenheiro destaca vantagens técnicas e ambientais de túnel na ligação entre Santos e Guarujá

Opiniões de que os aspectos de localização e funcionalidades não estão sendo considerados suficientemente, são contrapostas com argumentos históricos. Nesses quase cem anos, a ligação seca foi exaustivamente debatida para definir parâmetros relativos à profundidade e altura para a navegação - calado marítimo e aéreo -, bem como os limites para a segurança à aviação, por causa da base aérea contígua ao canal do porto. As prefeituras das duas cidades das margens direita e esquerda acompanham os projetos.

Leia também 
Notícias da ligação seca entre as cidades de Santos e Guarujá

A ponte Rio-Niterói, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), situada em zonas portuária e aérea, opera com segurança há quase meio século. Foi construída por consórcio de empreiteiras nacionais. Dentre os parâmetros limitantes à expansão do Porto de Santos, destaca-se as curvas do seu canal de acesso ao tráfego de navios longos da próxima geração. Razão para muito se analisar uma solução mar adentro (off-shore), muito importante para reduzir o impacto Porto-Cidade e propiciar maior profundidade natural.

Da Redação 
Expansão do Porto de Santos: Proposta para localização de um terminal de contêineres offshore

Uma infraestrutura historicamente desejada e projetada irá dotar o mais importante porto do Hemisfério Sul de ligação seca entre suas margens. Finalmente!

Mãos à obra, vamos construí-la já!

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente