Se estar sentindo simpatia pelo modelo landlord porto, como comentou sobre a sua equipe o Ministro da Infraestruturas, Tarcísio Gomes de Freitas, pode significar a convergência para uma ideia, convém, objetivamente, trazer esse tema para o centro do debate da reforma portuária. É preciso entender com profundidade a razão de um modelo de gestão portuária nascido no Sec. XIII ainda prevalecer com sucesso nos portos modernos, inclusive nos mais expressivos. O Brasil não pode errar mais com seus portos.

Navio Dad NOV2019

Redação Portogente
* Ministro elogia landlord, mas indica estar aberto para aplicar outros modelos em Santos

A ausência percebida do ministro nos portos tem causado estranheza. Tampouco nesses quase doze meses foi possível notar qualquer movimento na direção de uma reforma portuária na busca de patamares dos principais portos do Japão, como prometia o candidato Jair Bolsonaro. O que tem sido possível observar, de consistente para um novo e eficiente modelo para os portos do Brasil, são as ideias e análises do engenheiro e consultor Frederico Bussinger.

Frederico Bussinger
* Cluster de celulose; quiçá laboratório de gestão portuáriaCluster de celulose; quiçá laboratório de gestão portuária

Ao que parece, a desacertada e onerosa visita aos portos australianos se deu por carência de propostas para construir uma reforma dos nossos portos. Diante desse impasse, é de se estranhar o ministro Tarcísio até agora, tão articulado e admirado, não ter considerado analisar com interesse as propostas didáticas, avançadas e made in Brazil do Bussinger. Será um oportunidade de encontrar o nexo que irá interligar o seu pleno entendimento da razão de oito séculos de landlord port no mundo.

Frederico Bussinger 
TUPs X Portos Públicos

O Brasil tem mostrado resultados fantásticos, reconhecidos mundialmente, em várias áreas da ciência e da administração. Um dos exemplos disso ocorreu quando Peter Drucker foi contratado para fazer um projeto de restruturação do Japão e convidou, para fazer parte da sua equipe, o engenheiro e oficial aviador Ozires Silva, o criador da Embraer. As administrações dos portos brasileiros estão aptas para corresponder eficazmente à implantação da tecnologia blockchain, que se avizinha, principalmente pela navegação?

Editor Portogente
Privatização dos portos: antes, o debate

Discutir modelo de gestão para os porto a partir de um propósito simplista de privatizar tudo é de um primitivismo ameaçador à competitividade do produto brasileiro no comércio marítimo. Descentralizar a gestão dos portos, sim, é uma urgente liberalidade que falta na economia nacional, para gerar emprego e impulsionar o desenvolvimento. É por isto que deve ser iniciada a nova abertura dos portos do Brasil.

Vídeo | OAB-SP 
Privatização do Porto de Santos - Potencial e Desafios

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website