O Brasil precisa qualificar 10,5 milhões de trabalhadores até 2023, sobretudo nas áreas de metalmecânica, construção, logística e transporte.

Nos próximos cinco anos, o País precisará qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação profissional e aperfeiçoamento para atender às demandas de um mercado de trabalho em franca transformação. Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para guiar a oferta de cursos. 

CNI profissões 
Na íntegra
* Mapa do Trabalho Industrial

O estudo constata que a maior demanda será pelo aperfeiçoamento - a formação continuada - de trabalhadores que já estão empregados. Em seguida, vêm aqueles que precisam de formação inicial para ingressar no mercado de trabalho, tanto para ocupar novas vagas quanto para ocupar postos abertos devido à aposentadoria.

Leia ainda
* Plano de carreira para engenheiros

No entanto, as exigências do mercado de trabalho variam de acordo com a vocação econômica das regiões brasileiras. Para entender a realidade regional, o Senai também estruturou um Mapa do Trabalho Industrial de cada um dos 26 estados e do Distrito Federal, apresentado a seguir.

Polêmica
Deputado do PSL quer salário menor para engenheiros

Pesquisadores em engenharia e tecnologia, engenharias de controle, automação e mecatrônica são algumas das ocupações com maiores taxas de crescimento nos próximos cinco anos.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website