• Mar de lama da classe política chega ao Porto de Santos e compromete Grupo Rodrimar; Michel Temer já dominou as indicações à Codesp; alemães estudam criação de vagões ferroviários autônomos e com propulsão própria; Índia adotará energias renováveis em seus 12 portos públicos; Placar da Demurrage do Porto de Aratu

    vagaoautonomo

  • O ano começou agitado e com muitas incertezas para as empresas de navegação, agentes intermediários e usuários dos portos brasileiros. O motivo da celeuma é a Resolução Normativa 18/2017, publicada pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) no Diário Oficial da União em 26 de dezembro

    naveg santos radar

  • O diretor-presidente da Associação dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro (Usuport-RJ), André de Seixas, contribui para os debates do Esquenta WebSummit Portogente falando a respeito da estratégia de atuação da entidade de classe em relação à navegação de cabotagem

  • As sobre-estadias de contêineres (demurrages e detentions) representam um dos mais elevados custos para os usuários, uma verdadeira sangria, com potencial de quebrar pequenas e médias empresas, que a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), covardemente, se recusou a regular deixando os embarcadores, exportadores e importadores entregues à própria sorte, nas mãos de armadores estrangeiros, em um mercado altamente concentrando, que se caracteriza por ser um oligopólio