Com a pandemia da COVID-19 no Brasil, o setor turístico precisou se adequar a uma diversidade de medidas sanitárias para operar com segurança. É provável que elas perdurem mesmo após o contágio ser controlado. A implementação pode ser menos rígida, porém, deverão fazer parte da experiência de viagem dos brasileiros por tempo indeterminado.

Para o viajante, esta nova realidade deve ser vista como uma reafirmação da segurança, e não como um impedimento ou incômodo. Na verdade, muitos turistas já parecem ter se adequado as essas regras novas. Afinal, as maiores companhias aéreas brasileiras, a LATAM, a Azul e a GOL, cada vez disponibilizam mais voos.

airport 2373727 640

A GOL, por exemplo, passou a ofertar 250 voos diários neste mês. O turista também encontrará passagens gol para muitos destinos nacionais que antes estavam suspensos. Na tentativa de movimentar o turismo nacional, os valores das passagens aéreas também se tornaram mais acessíveis. Ofertas em programas de milhas se multiplicaram e até novos programas de recompensas, como o Iupp Itaú, foram criados.

Confira as dicas abaixo para promover a segurança nas viagens, seja em meados da pandemia ou em período posterior.

Escolhendo o destino

Planejar a próxima viagem se tornou mais fácil devido às muitas promoções de passagens circulando entre as companhias aéreas!

Antes de tudo, porém, é preciso avaliar como estão os casos de COVID-19 no destino desejado e como a propagação está sendo controlada. Obviamente, locais com contágio elevado devem ser evitados. Após a averiguação, já é possível começar a pesquisar passagens áreas baratas, hospedagens e atrativos para visitar.

Quem deseja voar para o exterior, deverá esperar mais alguns meses. Com as restrições de entrada de estrangeiros, provavelmente levará mais tempo para o turismo internacional ser liberado. Enquanto isso, aproveite pacotes 2021 para escolher destinos internacionais.

Fazendo a mala

As primeiras mudanças devem ser feitas já ao fazer a mala. Além de objetos de necessidade básica, o turista deve levar máscaras e sacolas para guardá-las bem como pequenos frascos de álcool em gel. Embora o produto seja disponibilizado em estabelecimentos, é bom ter pelo menos um frasco “de bolso” para manter as mãos higienizadas.

O número de máscaras deve ser de acordo com o número de viajantes. Preferencialmente, a máscara deve ser trocada duas vezes ao longo do dia já que garante a proteção por quatro horas. A máscara usada deve ser colocada em uma sacola diferente da limpa para evitar contato tanto entre elas quanto com outros objetos.

Também é possível fazer o mesmo com as roupas usadas nos passeios, guardando-as em uma sacola dentro da mala. É uma precaução extra para prevenir um possível contágio.

Comportamento nos aeroportos

As orientações de segurança dos aeroportos bem como das empresas aéreas devem ser seguidas à risca. De preferência, faça os trâmites do embarque on-line para reduzir o contato direto com os funcionários. Se o aeroporto contar com um guichê de autoatendimento para o despache de malas, é preferível fazer o procedimento por conta própria. Todas as companhias aéreas contam com páginas de orientação de viagens em seus portais virtuais. Antes de viajar, confira as diretrizes de segurança nos voos.

Etiqueta nos destinos

O comportamento do turista deve ser mais tranquilo e responsável. É possível aproveitar a viagem mesmo seguindo orientações de distanciamento social e de higienização das mãos, mesmo que outros não o façam. Uma dica de infectologistas é levar lençinhos de papel para caso de espirros ou para evitar contato direto com superfícies tocadas por muitas pessoas, como corrimãos e maçanetas. Por fim, em vez de correr pelos passeios como antes, adote um ritmo mais calmo para desfrutar o melhor do destino.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente