navegação interior refere-se ao transporte feito em hidrovias interiores, em percurso nacional ou internacional. Esse modo de navegar proporcionou muitas descobertas territoriais e riquezas desde o começo da História. Segundo SMITH (1776), através da navegação ao redor da costa do Mediterrâneo foram encontradas e colonizadas as primeiras terras, mostrando a importância da navegação interior em sua obra “A Riqueza das Nações”.


Fazendo uma análise na navegação fluvial na Europa, abrangendo paÍses como Alemanha, Bélgica, Holanda e Inglaterra, percebe-se que as obras de canais eclusas e outros melhoramentos começaram a ser construídos a partir do século XIV, como o canal de Stecknitz, afluente do rio Elba.


No Brasil, a navegação interior permitiu que houvesse a expansão de fronteiras em direção ao Mato Grosso, Rondônia, Acre e Amazonas. Hoje em dia, da Amazônia ao Pantanal, esse tipo de navegação é desenvolvida por empresários regionais e seus empreendimentos comerciais com uma complexa cadeia de suprimentos logística, além de se ocuparem com as atividades comerciais, sociais e até estratégicas.


Metade do Brasil precisa da navegação interior, pois ela é imprescindível na conquista de territórios e manutenção dos já conquistados, além de viabilizar as atividades econômicas e sociais, sendo um importante meio de transporte.


Apesar da suma importância para o Brasil, ainda há entraves que prejudicam a navegação interior em território nacional, tais como: alto custo tributário, falta de investimento na infraestrutura portuária, falta de apoio do governo à atividade, terras pouco desbravadas em florestas fechadas, como a Floresta Amazônica, falta de fiscalização, entre outros problemas.

Agora, utilizando dados para descrever a relevância desse meio de transporte no Brasil, utilizemos o gráfico abaixo.

 

 

Dados extraídos de BNDES

 

 

Essa é a quantidade de barcos utilizados ao ano de acordo com a tarefa de transporte desempenhada. Suponha-se que para cada transporte, tenha um preço, sendo:

  1. Ro-Ro e Contentores = R$ 40,00
  2. Produtos Petrolíferos = R$ 60,00
  3. Granéis Sólidos = R$ 50,00
  4. Passageiros = R$ 50,00

Dessa forma, tem-se um TOTAL de R$ 200 milhões em 10 anos. Se aplicarmos essa suposição em outras regiões, considerando-se 15%, teríamos R$ 30 milhões em 10 anos.

 

Referências

"Navegação interior - entraves para suas atividades": (http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/seminario/naval_6.pdf) retirado em: 22/11/14


"Estatísticas - Navegação Interior": (http://www.antaq.gov.br/Portal/Estatisticas_NavInterior.asp) retirado em: 22/11/14

"Regulamentos da Marinha (Navegação Interior)": (http://www.nautibras.com.br/suporte/texto-010.htm) retirado em: 22/11/14

 

Saiba mais

Portogente Colunistas - Silvio dos Santos em: "a navegação interior e Adam Smith".

Portogente Colunistas - Silvio dos Santos em: "lançamento de livro sobre navegação interior".

Download Gratuíto do livro "Aspectos da Navegação Interior" de Silvio dos Santos.

 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente