Transporte / Logística

Na segunda parte do depoimento que retrata a história de uma das mais interessantes figuras da Marinha do Brasil, a vida de Lauro Nogueira Furtado de Mendonça passa a cruzar com o desenvolvimento do maior porto da América Latina, o Porto de Santos.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Parte da história da Marinha e do Porto de Santos presente em uma só pessoa. Ao conceder entrevista para o site PortoGente, os pequenos olhos do comandante Lauro Nogueira Furtado de Mendonça mostraram o quanto ele pode, com sua experiência e vivência, tornar a vida mais fácil e simples, baseada em fatos e histórias relatadas ao longos de duas horas de depoimento.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
É a terceira vez que a Marinha do Brasil faz uma escala no Porto de Santos neste ano. Depois de passar a última semana em treinamento de guerra, a esquadra com oito embarcações militares sob o comando do vice-almirante, Aurélio Ribeiro da Silva Filho, foi aberta à visitação pública neste final de semana entre os armazéns 29 e 33. O conjunto composto por quatro fragatas, duas corvetas, um contratorpedeiro - conhecidos como navios-escolta - e um navio-tanque foi visitado por mais de duas mil pessoas.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Ela é bonita, vaidosa, extrovertida. Aos 33 anos, Márcia Rocha Miranda é a única caminhoneira da Libra Terminais no Porto de Santos. Por onde passa é motivo de olhares e comentários. Apaixonada desde criança por caminhões, ela aprendeu a lidar com o preconceito e hoje se sente feliz por ter conseguido o posto de motorista de caminhão. Trabalha sempre no turno da noite, da 1h às 7h. Transita dentro dos terminais da Libra, carregando e descarregando contêineres.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
É certo que a passagem do furacão Katrina pela costa dos Estados Unidos vai deixar lembranças terríveis aos milhares de habitantes que viviam nas cidades atingidas pelo fenômeno. Uma das mais devastadas foi a cidade portuária de Nova Orleans. O café seria o único produto afetado pelo furacão. De acordo com o site americano www.nybot.com os problemas com o café estão relacionados às condições dos armazéns e do produto estocado no Porto de Nova Orleans que foi duramente atingido. Não se sabe ainda quando o porto voltará a sua operação normal.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente