O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) definiu um calendário de execução de obras da BR-163 no trecho entre Sinop, em Mato Grosso, e Santarém, no Pará. O cronograma foi possível durante visita técnica à rodovia, realizada pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e o Movimento Pró-Logística, em junho último.

De acordo o diretor executivo do Movimento Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira, o calendário atende uma demanda antiga das entidades. “A visita foi muito importante e produtiva porque o diretor nacional de Infraestrutura Rodoviária, Luiz Antônio Garcia, estava presente e pudemos verificar in loco nossas principais demandas, trechos e urgência”, afirma.

Além do diretor, se juntaram à caravana os coordenadores gerais de manutenção e pavimentação do Dnit, um técnico do órgão lotado em Mato Grosso e o superintendente do Dnit no Pará.

Segundo Edeon Vaz Ferreira, está previsto no calendário, por exemplo, a manutenção de trechos da BR-163 que já foram pavimentados, porém que estão atualmente em situação precária, com diversos buracos.

“Outro ponto é a pavimentação. Até Miritituba, são 104 quilômetros não pavimentados, que foram divididos para duas empresas tocarem as obras. Uma está mobilizada e deve fazer cerca de 20 quilômetros até o fim deste ano. A outra empresa está paralisada, não dando sequência aos serviços necessários. Isso também foi indicado neste calendário”, explica Ferreira.

De acordo com o coordenador da Comissão de Logística da Aprosoja, Antônio Galvan, a realização de visitas técnicas são essenciais para cobrar do poder público que as obras avancem. “Infelizmente vimos este trecho citado paralisado e temos feito nosso papel de cobrar junto a órgãos como o Dnit o prosseguimento da rodovia, seja pavimentação ou manutenção”, disse. Fonte: Ascom Aprosoja

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s