Foi recebida com sucesso, na última semana, a valiosa carga de cerca de 40 mil toneladas de toras de madeira destinadas à indústria de celulose na China, cujo material foi salvo de um naufrágio por manobra delicada e inédita coordenada pela Praticagem do Estado de São Paulo. Os detalhes da operação foram noticiados com destaque no Portogente no final do último mês de novembro.

navio chipol 43

O navio Chipol Taihu tinha a China como destino quando problemas foram detectados. Com os sistemas de propulsão e de geração de energia avariados, a embarcação ficou à deriva, tendo sido rebocada desde o Porto do Rio Grande. O navio Xin Guang Hua estava a caminho do litoral de Cuba e foi desviado para o Brasil para realizar a manobra, uma iniciativa somente possível por se tratar de uma embarcação "submersível doca". Depois de 54 dias de viagem, a atracação foi realizada no Porto de Zhoushan. As duas embarcações são de propriedade da Cosco China.

>> Confira aqui detalhes da manobra

"Foram três horas e meia só para deslocar o navio avariado por cerca de 200 metros, tudo muito lentamente para evitar um acidente. A outra etapa seria trazer o navio doca novamente para a profundidade normal, de navegação, após receber a carga. Para isso, eles bombeiam para fora a água dos tanques de lastro, até chegar ao nível de flutuabilidade necessária, com cerca de 11 metros de calado. Depois disso, nos dias subsequentes, serão feitas as soldas das estruturas no convés de carga, formando um picadeiro para apoiar o navio avariado com segurança, para garantir estabilidade e sustentar a embarcação até a viagem à China", explicou o prático Hermes Bastos.

Alonso Yang, gerente-geral da Divisão de Desenvolvimento Estratégico da Cosco Shipping, ressaltou que a manobra foi inédita na costa brasileira e que a operação é muito delicada porque pode envolver colisão, acidente de aterrissagem de embarcações com tripulantes e outros trabalhadores ou mesmo com as duas embarcações afundando. "O maior desafio foi conseguir fazer todo o cálculo e superação das condições do mar e de vento levando uma embarcação totalmente carregada. O trabalho da Praticagem foi muito profissional e não burocrático, facilitando a manobra".

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente