Seguir as normas internacionais de qualidade e segurança nos processos logísticos do Brasil, além de manter um padrão simplificado para desburocratizar processos. Estes são os principais objetivos da certificação Operador Econômico Autorizado (OEA), recém-aplicada à unidade de Santos da Multilog, um dos maiores players logísticos do País.

aerea conteiner santos
Visão aérea do Porto de Santos - Foto: Multilog/Divulgação

Leia também
* Implantação do Programa OEA até 2022 adicionará US$ 50,2 bilhões ao PIB do Brasil em 12 anos
* Despachantes aduaneiros e a exclusão do Regime OEA

Concedida pela Receita Federal, a certificação é destinada às empresas que evidenciam confiabilidade constante nas operações e executam as normas de segurança preconizadas. “A verificação e liberação das mercadorias se mantêm extremamente seguras, porém de maneira ainda mais dinâmica, o que é de suma importância à realidade econômica atual”, explica Juliane Wolff, gerente de Relações Institucionais da Multilog.

Esta é a quinta unidade da Multilog no Brasil que passa a contar com a certificação OEA. Integram a lista também as unidades de Barueri (SP), Campinas (SP), São Paulo (SP) e Itajaí (SC).

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s