Uma ponte sobre o Rio Moju, no Pará, na altura do Km 48 da Alça Viária que liga a capital Belém a outras cidades, desabou após receber o impacto de uma balsa na madrugada deste sábado, dia 6 de abril. É a segunda vez que a ponte desaba após uma colisão com embarcações em menos de cinco anos. O transporte terrestre até Barcarena, município que abriga o Porto de Vila do Conde, está interrompido, restando a alternativa do modal aquaviário. Segundo informações da unidade estadual do Corpo de Bombeiros, dois veículos estariam na ponte na hora do desabamento, mas até a tarde deste sábado ainda não havia informações sobre possíveis vítimas.

Ponte desaba no Pará após colisão de balsa e interrompe acesso terrestre ao Porto de Vila do Conde
Foto: Portal da Amazônia/Reprodução de redes sociais

Leia também
* Governo arrecada R$ 447 milhões com leilão de 6 áreas no Pará
* Cursos grátis Portogente - Estudando para ser bom naquilo que sonha ser

A Alça Viária do Pará é um complexo que reúne mais de 74 km de rodovias e 4,5 km de pontes, construídas para integrar a Região Metropolitana de Belém ao interior do estado. Nos últimos anos, sucessivos abalroamentos foram registrados na ponte, causados por empurradores, rebocadores e balsas que navegam pelo trecho.


Com a impossibilidade de trafegar pela ponte, filas imensas se formaram nas vias de acesso e nos embarcadouros de balsas que fazem a travessia de Belém para Arapari. O governador Helder Barbalho (PMDB) sobrevoou o local do impacto pela manhã. Ele decretou estado de emergência, criou um gabinete de crise, determinou o reforço de balsas e, segundo estimativas, espera que a ponte seja recuperada em até 12 meses. As autoridades correm para identificar a embarcação responsável pelo abalroamento, já que os tripulantes não estavam mais no local quando os socorristas chegaram.

Atualização às 17h39: A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental informou que a balsa estava com documentação irregular e multa aplicada em aberto. O proprietário da embarcação, cujo nome não foi divulgado, será notificado durante instauração de inquérito.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s