A VLI, empresa de soluções logísticas que integram terminais, ferrovias e portos, registrou em maio um aumento no volume de cargas destinado ao setor siderúrgico. O Terminal Integrador de Santa Luzia, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte, bateu o recorde de movimentação de produtos siderúrgicos com um fluxo 20% superior à média mensal.

VLI Aço

Essa unidade opera como um centro avançado para a distribuição de bobinas, fardos, chapas, placas de aço, fio máquina e também recebe minério de ferro destinado ao abastecimento de usinas siderúrgicas. Esse incremento só foi possível em virtude da conexão direta entre a ferrovia e as plantas industriais dos clientes.

Além disso, a VLI recebeu fluxos extras de cal, matéria-prima essencial para o processo de refino do aço entre o fim de maio e o início de junho. Em apenas 10 dias a empresa movimentou, por meio da Ferrovia Centro Atlântica (FCA) e da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), um volume de cal equivalente ao fluxo regular de 10 meses.

A empresa já oferece ao segmento opções para escoamento de produtos siderúrgicos e de outros insumos, como carvão mineral, calcário e minério de ferro. Em 2017, a VLI movimentou cerca de 10 milhões de toneladas para esse setor, por meio da FCA, malha controlada pela própria empresa, e da Estrada de Ferro Vitória Minas, controlada pela Vale, e que é utilizada pela VLI por meio de contrato de compra de capacidade firmado com a mineradora.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s