Integrando um dos principais fornecedores mundiais de soluções para a cadeia de suprimentos, o Grupo Panalpina, a Panalpina Brasil completa 40 anos de operações no país. Atuante no mercado brasileiro desde 1977, a operadora logística – que hoje está entre as 5 mais importantes empresas do setor em atividade no território nacional, sendo o quarto maior mercado para os negócios do grupo como um todo – comemora quatro décadas de atuação no Brasil na 23ª edição da Intermodal South America, que ocorre de 4 a 6 de abril, no Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP).

Operadora logística multimodal, a empresa combina seus produtos de frete aéreo, marítimo e logística para entregar soluções integradas, sob medida e de ponta a ponta. Expert nas dinâmicas das cadeias de produção e atenta ao desenvolvimento das ferramentas tecnológicas, opera diretamente em diversas áreas de atuação, como os segmentos aeronáutico, automotivo, healthcare, industrial, offshore, tecnológico, varejista, entre outros. Para isso, possui unidades nas principais regiões do país, como São Paulo, Santos, Campinas, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Itajaí e Manaus.

“A companhia coloca em prática estratégias ajustadas à demanda dos seus clientes em todo o mundo e age proativamente quando o mercado exige ajustes. Somos operadores logísticos e temos uma perceção muito acurada da dinâmica de cada uma das cadeias nas quais atuamos. No Brasil, acompanhamos o comportamento dos segmentos que operamos, renovando contratos e conquistando clientes estratégicos para o nosso crescimento”, avalia o diretor de vendas da Panalpina Brasil, Gustavo Paschoa.

Nas operações de frete aéreo, por exemplo, a Panalpina Brasil atua no segmento de flores, com importações semanais de quase seis toneladas de dois dos maiores produtores do mundo, Colômbia e Equador. Outro segmento atendido, o farmacêutico, também se beneficia. No transporte de medicamentos, por exemplo, a empresa orquestrou a movimentação de 33 toneladas de medicamentos contra o vírus HIV da Holanda para o Brasil, somente em 2016. O Brazil Wings, serviço de transporte aéreo de cargas que interliga Hong Kong, na China, Huntsville, nos Estados Unidos, e Campinas, no Brasil, é mais uma solução que se destaca, pois já movimentou mais de 7000 toneladas. No que refere ao frete marítimo, um dos principais destaques de seu portfólio de soluções é o serviço para cargas fracionadas, dentre estes o que liga Santos (SP) a Medellín (Colômbia). Com escala em Cartagena, também em território colombiano, o transit time total da operação é de 20 dias, quatro a menos do que as que envolvem o deslocamento terrestre de Cartagena à Medellín. 

Quanto aos procedimentos logísticos, é considerada modelo em operações de LMS (Logistics Manufacturing Services – que são os serviços logísticos aplicados à produção) pelo Grupo Panalpina. Isso se deve às operações realizadas em seu armazém de Sorocaba (SP), dedicado às operações do tipo SKD (Semi Knocked Down), que envolvem armazenagem, montagem de “kits” e gabinetes, atualização de softwares e a distribuição para o cliente final, que são as empresas de telecomunicações. “A Panalpina Brasil foi a primeira unidade do Grupo Panalpina a adotar o LMS, servindo de exemplo, inclusive, para que outras filiais implantassem esse tipo de operação, como são os casos das unidades de Dubai e do Panamá. Esta é uma área cada vez mais importante para nós”, ressalta o presidente da Panalpina Brasil, Marcelo Caio D’Arco.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s