A previsão de aumento de 4,8% na movimentação do Porto de Santos no próximo ano, que passará das prováveis 75,2 milhões toneladas a serem movimentadas neste exercício para 78,8 milhões de toneladas, está baseada em números fornecidos pelos terminais do complexo e instituições como a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

  Mas segundo o diretor da Codesp, Fabrizio Pierdomenico, as perspectivas para 2007 levam em conta um cenário conservador. Que o diga a previsão para o álcool. Enquanto o líquido a granel deve registrar crescimento de 41% neste ano, a Autoridade Portuária antevê um cenário para o próximo exercício com um aumento de ‘‘apenas’’ 4,2%.

  ‘‘Estamos prevendo um crescimento vegetativo, pois não há nenhum fato novo, nenhuma instalação para entrar em funcionamento’’, avaliou Pierdomenico, lembrando que somente neste ano o Terminal Intermodal de Santos (TIS), inaugurado em 2005, operou plenamente.

  O contêiner deverá repetir em 2007 o mesmo índice de crescimento que deve ser verificado neste ano: 5,7%. ‘‘O que dá para afirmar é que como a base aumentou, crescer a dois dígitos sobre uma base dilatada é realmente um desafio’’, afirmou o diretor comercial.

  Já a soja deverá recuperar o potencial exportador. Devem ser escoadas 7,7 milhões de toneladas no próximo ano da commodity em grãos e 2,4 milhões de toneladas de pellets (farelo) — aumento de 2% e 4,8%, respectivamente.

  Segundo a Conab, apesar da provável redução da área para cultivo do grão em 2007, a produção projetada é de 54,7 milhões de toneladas, 2,4% acima da safra passada.

  Outro indicador que terá destaque na movimentação do próximo ano é o trigo. A Autoridade Portuária espera fechar 2007 com aumento de 26% nos desembarques, chegando a 1,7 milhão de toneladas operadas.

  O açúcar é outra commodity que deverá manter o desempenho positivo. A perspectiva da Codesp é de que a movimentação do granel sólido registre um crescimento de 11% no próximo ano.

Veículos

  A projeção de movimentação de veículos para 2007 é menor que a estimada para este ano. Enquanto a Codesp prevê fechar o atual exercício tendo escoado 237 mil unidades, a projeção para o próximo ano é operar 216 mil unidades, uma queda de 8,3% na comparação.

  A Autoridade Portuária não soube precisar a razão dessa inversão, destacando apenas que os dados se baseiam nas informações passadas pelos terminais especializados na movimentação de veículos.

O Porto de Santos em 2006

Principais projetos

Infra-estrutura (realizados tanto pela Codesp como pelos terminais)
assinatura do contrato para a implantação da Avenida Perimetral da Margem Direita, com a construtora OAS
início dos estudos para o licenciamento ambiental das obras da Avenida Perimetral da Margem Esquerda
credenciamento de três pátios de estacionamento de caminhões em Cubatão
elaboração do regramento para a Gestão do Tráfego Portuário, programa que inclui o monitoramento do trânsito através de câmeras de segurança e o sistema de fiscalização móvel
recuperação do sistema viário do Valongo
construção de acessos rodoviários aos terminais das margens Esquerda (Localfrio, Santos-Brasil e Conceiçãozinha) e Direita (Tecondi e Rodrimar, no Saboó)
remanejamento do acesso ao Terminal Intermodal de Santos, na Alemoa
retirada de 6,5 mil metros de linhas férreas e de guindastes
dragagem de manutenção e início dos estudos para o licenciamento ambiental da dragagem de aprofundamento
construção de novo sistema de abastecimento de água e de tratamento de esgoto da Margem Direita
melhorias na sinalização náutica (com a instalação de lanternas com painel solar e GPS)

Superestrutura (realizados pelos terminais, a um custo de R$ 604 milhões)
Terminais de Granéis de Guarujá (TGG) e o Marítimo de Guarujá (Termag): construção de instalações
Terminal de Contêineres (Tecon): expansão de pátio, aquisição de novos equipamentos e ampliação de tomadas para contêineres refrigerados
Adonay Química: construção de novo terminal
Ageo Trading do Brasil: construção de novo terminal
Copape: construção de terminal
Tecondi: construção de novo armazém no pátio 2, ampliação do gate de entrada do pátio 2 e compra de dois equipamentos Nebherr LHM 500
Cereal Sul: obras de novo terminal
Teaçu: modernização dos armazéns 16, 17 e XIX e de equipamentos
Cosan: recuperação do armazém garagem, para a operação de granéis
Pérola Terminal para Granéis: reforma dos armazéns XII e XVII
Concais S.A.: instalação de nova plataforma com cobertura para ônibus e as reformas do novo armazém de bagagem e do novo saguão entre os armazéns Frigorífico e 25 Libra Terminal 35: construção de balança rodoviária, substituição do piso dos armazéns 34/35 e a aquisição de dois portêineres e sete transtêineres Terminal XXXIX de Santos: troca do piso do Corredor de Exportação.

Fonte: A Tribuna de Santos - 19/12/06

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s