Em recente viajem, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, cumpriu agenda oficial na Bélgica e Holanda. O objetivo foi o de apresentar os novos projetos da terceira rodada do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), denominado Crescer, lançados há dois meses. Na área de transportes, são 32 novos projetos qualificados para concessão, sendo 15 arrendamentos portuários, além dos estudos para a desestatização da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa).

“Já fomos à China, aos Estados Unidos e, agora, estamos na Europa fazendo nosso roadshow para apresentar aos investidores os ativos que o Brasil tem a oferecer na área de Transportes. Fizemos o mesmo giro na primeira reunião do PPI e estamos dispostos a apresentar o nosso portfólio de investimentos onde pudermos. Desde a primeira reunião nosso cronograma está em dia e já tivemos sucesso em leilões nas aéreas portuárias e aeroportuárias”, explicou o ministro.

Em setembro, diretores da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) estiveram em missão na Ásia (Xangai, Hong Kong e Cingapura), em reuniões com investidores internacionais, onde apresentaram dados sobre formas de investimentos em portos brasileiros, regras e legislações específicas sobre portos públicos e privados, oportunidades para investimentos em infraestrutura e superestrutura de portos, bem como análises sobre cenários brasileiros com possibilidade para atração de investimentos.