O projeto de construção de um superporto em águas profundas em Vitória, no Espírito Santo, ganhou um grande aliado esta semana, o Porto de Antuérpia (Bélgica). Representantes do porto belga se reuniram na quinta-feira (7) com a diretoria da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). No encontro foi discutida a colaboração do porto belga no projeto do porto de contêineres em águas profundas, que inclui aspectos financeiros, de construção e de gerenciamento.

“Com a nossa presença no mercado brasileiro, no Estado do Espírito Santo, seremos capazes de dobrar ou até triplicar o volume de cargas com o Brasil, que em 2010 foi de 7,4 milhões de toneladas”, afirmou Yannick Dufraimont, diretor do Porto de Antuérpia. 

Os belgas conheceram a região de Praia Mole, uma das três áreas que podem abrigar o superporto, as outras duas são Ubu e Barra do Riacho.

 

Participaram da reunião, pelo Porto de Vitória, o diretor presidente Angelo Baptista e o superintendente geral José Luiz Canejo; já pelo Porto de Antuérpia: o presidente Van Peel, e os diretores Filip Herremans e Yannick Dufraimont.

 

O Porto de Antuérpia, segundo seus representantes, identificou o Porto de Vitória como uma oportunidade de negócios no Brasil. 

 

Leia também
* Lula diz que superporto de Vitória é um projeto coletivo
* Superporto em Praia Mole, defende portuário capixaba
* Ministro quer definição de local do superporto do Espírito Santo
* Espírito Santo se prepara para receber super-navios

* Quem vai bancar a construção do superporto de Vitória?

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente