Foto: Porto de Suape   

A União Europeia é o principal destino das frutas produzidas e exportadas pelo Brasil, tendo participação de 76% nesse mercado. A Holanda, por meio do Porto de Roterdã, é o principal comprador do bloco europeu. O país, atualmente, funciona como um centro de distribuição das frutas para outros mercados europeus, principalmente para a Alemanha. No entanto, o setor produtivo do Brasil está buscando descentralizar as exportações à Holanda e aumentar o volume direto para os países de destino. O tema será debatido na Fruit & Log – Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística, que será realizada de 8 a 10 de setembro na capital paulista.

 

* Mapa aponta ’’logística caótica’’ para exportação de frutas

* Crise reduz embarques de frutas mas aumenta a receita cambial

 

O governo brasileiro trabalha para ampliar as possibilidades de exportação dos produtores brasileiros por meio da identificação de novos fornecedores, compradores e parceiros comerciais em todo o mundo. Esse mercado já é bastante abrangente. Terceiro maior produtor de frutas do planeta – com 43 milhões de toneladas produzidas anualmente -, o Brasil fica atrás somente de China (175 milhões) e Índia (57 milhões). Entre as frutas, destacam-se a laranja, com 18 milhões de toneladas, das quais 80% vão para as indústrias, e o caju, que tem 97% da produção encaminhada ao beneficiamento para exportação de castanhas. Essa mercadoria gera mais de US$ 180 milhões enviados ao exterior anualmente.

 

Em 2008, foram exportadas 888 toneladas de frutas frescas, que renderam US$ 724 milhões ao Brasil. Além de se aproximar de possíveis compradores, o desafio do setor é aprimorar a logística de distribuição das cargas, visando à redução de custos e uma maior competitividade da fruta produzida no Brasil. Para isso, empresas italianas de logística estarão presentes à feira e farão um intercâmbio de informações com todos os participantes.

 

Europa tem grande interesse nas frutas produzidas no Brasil

 

Deu na Gazeta

Na edição de 28 de agosto de nossa coluna Gazeta, uma nota apresentou o otimismo da região Nordeste quanto à exportação de frutas. “O diretor-presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (RN), Emerson Fernandes, está animado com a perspectiva de aumento de até 50% no embarque de frutas no Porto de Natal, até o final deste ano. Nos últimos tempos, essas mercadorias estavam sendo exportadas por Pecém (CE)”. Tal resultado animador se deve à celeridade do governo potiguar no pagamento de créditos da Lei Kandir aos exportadores e investimentos na infraestrutura.


Serviço
08 a 10 de setembro
Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia, Processamento e Logística – Fruit & Log
São Paulo/SP
Organização: Francal Feiras
Local: Expo Center Norte - Pavilhão Amarelo 

Endereço: Rua Otto Baumgart, 1.000 - Vila Guilherme

Horário: das 10h às 20h
Informações: (11). 2226.3100
Websites: www.ibraf.org.br e www.brazilianfruit.org.br 

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website