Aumentar o nível de segurança do tráfego aquaviário e controlar a poluição marinha proveniente dos navios. Esses são os principais objetivos do capitão-de-mar-e-guerra Antonio Sergio Caiado de Alencar frente à Capitania dos Portos do Estado de São Paulo. Caiado assumiu a função de capitão dos Portos no último dia 31 de julho, em substituição ao capitão-de-mar-e-guerra Afrânio de Paiva Moreira Júnior, que ficou quase dois anos no cargo. O novo capitão espera sincronizar todas as atribuições da Capitania e fazer cumprir as regras existentes para o tráfego no mar.

 

Todos os tipos de embarcação, desde os grandes navios até jet-skis, avisa Caiado, terão que cumprir as regras de navegação para garantir a segurança no mar. Embora ele considere que o índice de segurança marítima nos arredores do Porto de Santos é alta e que seja preciso apenas manter o trabalho desenvolvido pelos capitães anteriores, Caiado sabe que acidentes como o ocorrido entre o navio de bandeira chinesa Zhen Hua 27 e uma balsa de veículos que realizava a travessia Santos-Guarujá pode acontecer a qualquer momento.

 

A fiscalização e o cumprimento de regras são os fatores essenciais, de acordo com o capitão dos Portos, para que nenhum tipo de acidente volte a ocorrer. No caso da ocorrência com a embarcação chinesa, Caiado disse não poder opinar, pois o inquérito sobre o acidente ainda está em andamento.

 

Novo Capitão promete que estará atento a embarcações de

todos os tamanhos e nos despejos de substâncias no mar

 

Outro assunto costumeiramente abordado entre as autoridades do setor marítimo é a água de lastro. Esse líquido, caso não seja devidamente gerenciado, ameaça o ecossistema marítimo, pois, com o intuito de dar estabilidade às embarcações, a água de lastro é recolhida nos oceanos de todo o mundo e carrega microrganismos diferentes daqueles onde a água será despejada. A respeito da fiscalização para evitar que essa água seja despejada em locais proibidos, Caiado garantiu que a Capitania já vem fazendo um bom trabalho e que apenas irá manter os esforços nesse sentido. “Há aeronaves da Marinha que percorrem toda a costa e não têm encontrado nada de irregular”.
Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website