Na sua última visita a Santos, sexta-feira passada (7), o ministro dos Portos, Pedro Brito, falou várias vezes, em seu discurso no 17º Congresso Brasileiro de Municípios Portuários e com a imprensa, no “conceito” da regionalização da gestão dos portos, especialmente o Porto de Santos.

 

Para o ministro, como conceito a regionalização é interessante, pertinente e pode ser analisada. E é sucesso em várias partes do mundo. Mas não como conceito, mas como prática, deve-se observar.

 

Brito também ouviu do prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa (PMDB), a defesa da regionalização da administração dos portos. “A descentralização da administração portuária é o modelo mundial”, destacou o prefeito da cidade que abriga o maior porto do Hemisfério Sul, o Porto de Santos.

 

O ministro dos Portos não fugiu ao tema, mas não se comprometeu com nenhuma posição indicativa de que isso possa ocorrer tão cedo. Preferiu elogiar a regionalização apenas como conceito.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website