Se a raça humana não conseguir administrar conquistas tecnológicas globalmente aceitas, o pior está para chegar.

Os rumores nos Estados Unidos da América são de mudanças na área tecnológica, especificamente da Internet. Parece que a guerra de redes sociais utilizada por Donald Trump, e ainda em intenso uso por Bolsonaro, não tem a simpatia de Joe Biden. Há nuvens de regulação no ar. Pelo aquecimento das conversas sobre o assunto envolvendo empresas como o Google e Facebook, anunciam tempestade.

Dad 23JAN2021

Artigo | Tânia Lins 
Gregos antigos, redes sociais e mercado editorial

A ovelha negra é o Facebook. Isto é dito francamente nas conversas da equipe de transição do novo presidente. Ações radicais no âmbito da legislação já são articuladas. Apesar desse clima denso, outras visões se perguntam: que tipo de regulação pode preocupar a empresa de Mark Zuckerberg?

Da Redação 
O futuro digital

O que se diz é sobre a Seção 230, a lei de 1996 que protege as empresas da Internet de ações judiciais sobre o que os internautas dizem em suas plataformas. E isto é visto como fomentador da economia “ponto com” da América. Além disso, se depender das ações nas bolsa de valor, essas empresas não precisam perder o sono. Enfim, está posto um dilema difícil.

Notícias corporativas 
Como a tecnologia vem transformando a gestão dos negócios

Pois o Google ameaça a sair da Austrália, por causa das exigências de pagar editores pelo conteúdo, rata-se de um movimento, como foram tantas revoluções de costumes na história do mundo. Se essa guerra atingir níveis significativo, o governo Biden talvez mude de posição e passe a defender os interesses da empresas do seu país. Em última análise, isto tem a ver com a economia americana.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente