A disrupção parece estar longe de chegar ao fim e o risco de tensões geopolíticas e desastres naturais continuará a afetar as próximas projeções para 2019. Essas são algumas das conclusões da 10ª edição do estudo "Mapeando o setor de transporte (do original em inglês, Transport Tracker: Global trade - The new normal), estudo global produzido pela KPMG, que traz um panorama do comércio global e as principais perspectivas para o segmento neste ano.

Transportes tempos desafiadores

Segundo o levantamento, a área de transporte vem passando por uma grande transição com as contínuas tensões comerciais entre alguns países que têm obrigado as empresas a tomarem novas decisões. O estudo mostrou ainda que o transporte de produtos físicos e de passageiros permanecerá como modelo de negócio principal da maioria das empresas de transporte, mas os modelos convencionais estão sendo desafiados incessantemente. Além disso, as tecnologias digitais como impressão em 3D, a internet das coisas, inteligência artificial e o blockchain continuarão a remoldar o comércio global.

Leia
* O Estudo completo aqui

"O aumento das tensões comerciais no contexto da implementação de várias políticas restritivas ao comércio por parte de alguns governos causou um impacto no ano passado, o que acabou reduzindo as projeções de crescimento para 2019, mas apesar disso, o futuro do comércio internacional ainda pode ser examinado de forma positiva. Além disso, continua sendo desafiador coletar dados precisos para mensurar as transações econômicas envolvendo o comércio digital", analisa a sócia do setor de transportes da KPMG no Brasil, Ana Monteiro.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website