A Associação Brasileira de Operadores Logísticos (ABOL) reeditou, uma vez mais, ampla e profunda discussão junto aos 28 associados da entidade sobre a Reforma Trabalhista e a Lei da Terceirização: características, textos legais, impactos e benefícios para o setor.

“Sob a coordenação da titular da Diretoria Adjunta de Assuntos Jurídicos e Regulatórios (DAJR) da ABOL, Adriana Franco, em parceria com a Diretoria Adjunta de Desenvolvimento de Capital Humano (DDCH), foram discutidos a fundo o cerne das questões prioritárias para o setor. A relação entre pessoas e o capital de trabalho certamente estão entre as nossas maiores prioridades”, observou o presidente executivo da ABOL, Cesar Meireles.

“A atividade do Operador Logístico é intensa de mão de obra e eminentemente terceirizadora de capital humano. Fazê-la com conhecimento, segurança e com total atenção à legislação e às boas práticas de compliance é um de nossos compromissos”, enfatiza Adriana Franco.

O workshop ocorreu dia 22 de setembro no seu Centro de Convenções da ABOL Brasil, em São Paulo.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas