A diretoria da Sociedade de Portos e Hidrovias de Rondônia (Soph) assinou na última semana ordem serviços que trata da aquisição de dois conjuntos de rampas flutuantes para operação pelo sistema Roll-on/ Roll-off (RO/RO) no Porto Organizado de Porto Velho. O diretor de operações da Soph, Edinaldo Caico, informou que a empresa vencedora do certame licitatório tem, a contar da data de emissão da ordem de serviços, 150 dias para entregar as rampas.

O investimento, de R$ 5,1 milhões, faz parte de um termo de compromisso firmado entre a Soph e governo de Rondônia com a União, através do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC), num total de R$ 27 milhões e tem por objetivo executar, em quatro etapas, o projeto de modernização e revitalização do Porto. “Esses equipamentos substituirão os atuais, com mais de 35 anos de uso, que foram adquiridos ainda na época da extinta Portobras, estatal federal que administrava o porto de Porto Velho”, frisou.

Ainda em 2017 também serão instaladas duas novas balanças rodoviárias que substituirão as atuais, com mais de 25 anos de uso, encerrando assim a primeira etapa do convênio. “As rampas RO/RO garantem a movimentação nos períodos de águas baixas, assegurando o tráfego das carretas sem os riscos de atolamentos ou quebras de equipamentos. As operações nesse sistema de embarque ainda são realizadas no porto através de duas rampas do tipo “charriot”. Isso influenciará diretamente nos custos operacionais da empresa. Esse tipo de operação otimiza a mão de obra”, disse Caico.

As duas novas rampas flutuantes são de fácil operação e agrega eficiência e agilidade nas operações de cargas. “Permitirá o embarque e desembarque simultâneo de até dois caminhões. Além disso, com a aquisição destas rampas, será possível a utilização de empilhadeiras no embarque de contêineres de 20 e 40 pés”, relatou o coordenador de Gestão Portuária, Edemir Brasil.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas