O design é um conceito muito abundante no mercado, podendo estar em campanhas de marketing, na estrutura de um site ou até mesmo ser um serviço exclusivo oferecido por determinada empresa.

Por isso, é considerado como uma grande tendência daqui pra frente, principalmente, em meio ao momento de pandemia que todo o mundo está enfrentando.

Com o avanço do novo coronavírus, o mercado sofreu e continua sofrendo algumas mudanças e inconvenientes. Alto índice de desemprego, desafios do home office e problemas econômicos.

Então, a tendência agora é buscar inovações para solucionar esses entraves. Ou seja, buscar maneiras de conseguir lidar com a realidade atual, sem ficar no prejuízo.

Para isso, é preciso estar atento quanto às novidades e tendências do mercado, a fim de não ficar atrás da concorrência.

Sendo assim, se você quer saber mais sobre o design e, principalmente, como esse conceito pode atender às demandas do mercado no momento pós-crise, continue a leitura.

Entenda o conceito de design

Antes de saber como esse conceito pode atender às demandas do mercado após a pandemia, é preciso saber do que ele se trata exatamente.

É comum ouvir sobre o design de um carro, o design da sala, design da revista. Mas a questão é que isso pode limitar o significado do que é design.

Por exemplo, um bico de corte para maçarico também tem um design, assim como muitos outros produtos e soluções que são ofertados atualmente.

Para tornar mais fácil a compreensão, veja quais são os tipos de design:

  • Gráfico;
  • De produto;
  • De moda;
  • De ambientes.

Dentro do tipo gráfico ainda existem ramificações: design de animação, de embalagens, de interfaces, de editorial e de web.

Por exemplo, para uma revista voltada para casa e construção, dando dicas sobre portão galvanizado, o ideal é investir em design editorial.

Como o design pode ajudar um negócio, no geral?

Até agora, foi possível entender que o design serve para direcionar a solução de um problema.

Dentro do âmbito digital, existe o design de conversão. Ou seja, você tem apenas 8 segundos para captar a atenção de um usuário em sua página, sendo que um aliado para isso, é justamente o design.

Ele cuida não só da aparência do site, mas também de como as coisas funcionam nele. O conteúdo é o foco de uma estratégia, mas a forma como você vai apresentá-lo também é de suma importância.

Sendo assim, uma landing page, um e-book, o layout do seu blog, todas essas estratégias passam pelo design.

Essas táticas todas servem para atrair usuários, torná-los leads e, posteriormente, novos clientes. Isso, por meio de conteúdo bem planejado e propositalmente destinado às pessoas certas.

Então, é dessa forma que o conceito de design não só pode, como realmente impulsiona o seu negócio. Ele é responsável por construir uma linguagem visual adequada para a sua marca.

Por exemplo, supondo que você tenha uma empresa de toldos para garagem e exista um site para ela. Você vai utilizar as técnicas de SEO, palavras-chave, como “toldo para garagem valor”. E tudo isso para otimizar o site.

Mas para a estratégia resultar em sucesso, é necessário cuidar da disposição dos produtos no site e de toda sua funcionalidade também. É o conjunto conteúdo + design que faz o negócio vigorar.

O que são as demandas ou tendências de mercado?

Para saber como o design vai ajudar sua empresa a atender as tendências do mercado no pós-pandemia, antes você deve entender do que se tratam essas tendências.

A princípio, tendência é aquilo que impulsiona alguém ou algo a agir de determinada forma. E isso como uma maneira de otimização ou até mesmo de adaptação.

Em relação ao trabalho e à economia, a tendência normalmente é relacionada a fatores que têm grande predisposição a acontecer. São mudanças que vão interferir no modo de trabalho e nos resultados.

Essas novas demandas ou tendências podem surgir através de informações como comportamento social, novos conceitos, ideias e tecnologia.

Pense em uma bomba periférica, de transporte de fluídos, por exemplo. Conseguir transportar um maior volume de água, utilizando menos pressão, era uma demanda para esse tipo de atividade.

Partindo dessa situação, surgiu a bomba centrifuga, como forma de atender essa nova questão dentro dessa área.

As possíveis demandas pós-pandemia e a interferência do design

Por fim, finalmente chegou a hora de saber quais são as principais tendências do mercado depois da pandemia do coronavírus e como o design vai ajudar sua empresa a atender essas questões. Configura abaixo:

1- Consumo consciente

Com a crise do novo coronavírus, as pessoas estão aprendendo a dar mais valor ao que possuem. Sendo assim, o consumo exagerado e sem funcionalidade, está passando a não fazer mais parte dos lares.

Assim, uma empresa especializada em construção civil vai acabar se beneficiando, a partir do momento em que as pessoas passarão a optar por ambientes mais integrados, como sala de estar e cozinha juntas.

O design de ambiente servirá de grande aliado nesses casos, para esses tipos de empresa. Já que um ambiente integrado contribui para diminuição de gastos com conta elétrica e até mesmo com móveis.

2- Aprender e trabalhar de casa

A quarentena trouxe a necessidade do home office e do ensino a distância. O que acabou sendo bom, em vários aspectos, como diminuição de gastos das companhias e maior tempo com a família para os trabalhadores.

É fato que existem trabalhos que não podem ser feitos de casa, como a maioria dos serviços de caráter de instalação.

Mas que tal usar o site da sua empresa para tornar digital todos os processos que antecedem o processo manual? Como informações descritivas sobre o produto, orçamento ou valor final, integração entre empresa e cliente e, até mesmo, os trâmites para entrega?

O design poderá te ajudar a ajustar a disposição dessas informações de forma satisfatória dentro da página.

Se você tem uma empresa de portões automáticos, por exemplo, invista na melhor produção de conteúdo e de design.

Assim, a partir do momento em que uma pessoa pesquisar por “portão de enrolar automático preço”, ela encontrará um site com uma linguagem visual qualificada e satisfatória: a do seu site.

3- Cultura digital

A partir do momento da instauração da pandemia no mundo, as pessoas passaram a experimentar outras formas de consumir conteúdo. Um exemplo disso são os shows através de lives, noite de jogos com amigos através da chamada de vídeo.

Isso tudo é muito prático e pode otimizar o tempo. Por exemplo, ao invés de ir até a livraria comprar um livro de seu gosto, você pode encontrá-lo e usufruí-lo de forma totalmente digital, na hora em que quiser.

A partir disso, a tendência é que, cada vez mais, empresas passem a disponibilizar seu conteúdo de forma online e gratuita também, como um tipo de “convite” a conhecer mais a marca. Esse é o caso de livros, e-books, artigos e até documentários.

Sendo assim, uma empresa de produção de ferragem, por exemplo, que, aparentemente, não teria como se adaptar a esse quesito, pode usar seus meios digitais para divulgar ainda mais seus serviços e suas vantagens, bem como fornecer dicas sobre eles.

Por exemplo, além de fazer um vídeo, em uma rede social destinada a isso, explicando sobre a composição do preço do metro de ferragem armada, disponibilize um e-book em formato de manual de construção também.

Para isso, é claro que o design não será descartado. Ele estará presente na formação e decoração do ambiente em que os vídeos serão gravados, além de ser o responsável por deixar o e-book legível e chamativo à leitura.

Conclusões finais

Neste artigo, pode-se conhecer a amplitude do conceito de design, onde ele se faz presente, e como ele pode ajudar sua empresa a atender as demandas do pós-pandemia.

Para tudo ficar ainda mais claro, foram abordadas as definições de tendência de mercado e quais serão as demandas do futuro.

Ao terminar a leitura, é possível perceber como o design é essencial para o sucesso de uma estratégia em um negócio, já que ele fica responsável pela boa colocação de componentes, a fim de solucionar um problema, como a disposição de um conteúdo tático.

O interessante é que essa importância já se dá no presente e ficará ainda mais forte no futuro, com as novas demandas citadas.

Sendo assim, pode-se concluir que, por exemplo, um site com ótimo conteúdo é bom, mas que a forma como ele fica disponibilizado também é um fator importante para o sucesso.

É como uma cozinha muito bem limpa e equipada, mas sem iluminação; ninguém vai conseguir ver nada, é necessário um grande lustre ou lâmpada.

O design é como o lustre plafon dessa cozinha, ele traz à luz o que há de melhor, em todos os âmbitos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente