O descontrole financeiro é algo que pode derrubar a produtividade de qualquer pessoa. E isso pode significar uma queda nos resultados das empresas. Então, é importante que as organizações adotem medidas para cuidar da saúde financeira dos seus funcionários.

Aqui mostraremos a importância de cuidar financeiramente dos funcionários e indicaremos alguns dos principais benefícios corporativos para 2021. O primeiro ponto que devemos focar é entender que quando falamos em saúde financeira não estamos relacionando isso a riqueza material.

A manutenção da saúde financeira é a capacidade de fazer uma gestão inteligente de sua renda para evitar endividamento e possibilitar o alcance de metas e objetivos com o passar do tempo. E as empresas podem e devem oferecer benefícios que ajudem colaboradores a se organizarem melhor financeiramente e se sentirem mais motivados para o trabalho.

Por que investir no cuidado com a saúde financeira dos colaboradores?

A pesquisa anual da PwC em sua edição de 2019, a Employee Financial Wellness Survey, mostra que 59% dos entrevistados apontaram a falta de dinheiro como o seu principal motivo de estresse no trabalho. Ainda segundo os dados do estudo, 35% afirmaram que as preocupações com a situação financeira levam a perda de foco e baixa produtividade no dia a dia de trabalho.

Em um país que sofre graves impactos com a pandemia de coronavírus com mais de 716 mil empresas fechadas durante o período, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), aprender sobre educação financeira é extremamente importante.

Dados da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), 66,3% dos consumidores do país estavam endividados no fim de 2020. Isso mostra que há uma grande necessidade de educação financeira no país, já que quando a situação foge do controle, as preocupações aumentam e a produtividade cai.

Como as pesquisas mostram, o endividamento por conta da má administração das finanças pessoais gera distrações e instabilidade emocional. Dessa forma, um funcionário exemplar pode perder bastante rendimento e desenvolver problemas sérios como ansiedade e depressão.

Como a educação financeira pode ajudar a virar esse jogo?

A educação financeira é a chave para uma gestão de finanças pessoais eficiente. Manter as contas em dia e ter dinheiro sobrando para o lazer é o sonho de todos e isso é possível, desde que a pessoa consiga minimamente se organizar e transformar a sua situação financeira para melhor.

Hoje em dia, as relações de trabalho estão mudando, os benefícios oferecidos por empresas vão muito além dos tradicionais. Atualmente, os colaboradores podem financiar a própria aposentadoria com a ajuda da empresa por meio de um plano de previdência privada, por exemplo.

Estamos em um momento também onde o brasileiro está buscando outras opções além da poupança, por mais que ela ainda seja o investimento preferido da maioria. Então, se a empresa dá suporte para o aprendizado de educação com benefícios consistentes, ela está criando um diferencial para atrair e reter talentos no negócio.

O que as empresas podem fazer para cuidar da saúde financeira dos funcionários?

Os empregadores podem ter um papel preponderante para a saúde financeira de seus financeiros. Para isso é preciso criar uma estratégia que busque resolver as principais necessidades dos funcionários. Separamos algumas dicas com o que pode ser feito pelas empresas:

Entenda o que seus funcionários precisam e monte uma estratégia para atendê-los

O primeiro passo para montar uma estratégia de saúde financeira é ouvir os seus funcionários. O planejamento deve ser feito com base na realidade dos funcionários da empresa. Você deve fazer uma pesquisa, avaliar os dados e definir as principais ações para o controle da saúde financeira dos colaboradores.

Use a educação financeira

Como falamos mais acima, a educação financeira é a chave para o bem-estar financeiro dos funcionários. E uma maneira de fazer isso é oferecer um programa voltado para ajudar funcionários a organizarem suas finanças.

E isso pode ser feito através de palestras e treinamentos, consultoria e assistência especializada e auxílio financeiro para facilitar o controle do orçamento. Tudo deve ser pensado conforme a necessidade de cada colaborador.

Ofereça um bom pacote de benefícios corporativos

Uma das melhores maneiras de ajudar o funcionário em sua organização financeira. Então, se a empresa oferece benefícios como plano de saúde, plano odontológico, auxílio psicológico, participação nos lucros, auxílio creche, descontos para compras em parceiros, auxílio educação e previdência privada complementar e outros.

Dessa forma, você estará assumindo ou ajudando diretamente nos custos do dia a dia de seus funcionários. Isso será importante para que os colaboradores consigam se organizar melhor e tenham menos motivos para preocupações financeiras.

Como vimos ao longo do texto, o auxílio direto das empresas na saúde financeira dos funcionários é um fator importantíssimo em uma estratégia eficiente de retenção de talentos. É preciso ir além do básico e tradicional para se tornar uma boa marca empregadora e dar auxílio financeiro é fundamental nos dias de hoje.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente