Em apenas alguns minutos no Instagram scrollando o feed, ou assistindo os stories é o suficiente para ser impactado por inúmeras marcas diferentes, com as mais diversas promoções, vantagens e descontos na primeira compra. É o suficiente para descobrir marcas e produtos novos, e no fundo o que vai acabar diferenciando e definindo a escolha de compra não é o produto, e nem o preço que costumam ser parecidos, já que você só será impactado por aquilo que tem a ver com seu costume de busca e aquilo que te gera interesse.

O que define hoje uma compra no online são as vantagens, os descontos pontuais, mas principalmente os acumulativos, os diferenciais no parcelamento, o frete grátis, o acúmulo de pontos e descontos na próxima compra, em outras palavras são as estratégias de fidelização que a marca usa e abusa para se destacar em meio a tantas outras com mesmos valores e estilo.

Quando pensamos em lojas, marcas físicas a fidelização se torna mais difícil e volátil, outros fatores acabam sendo determinantes, já que a oferta também é menor. Nesses casos, o atendimento é levado em conta, tempo de espera em caso de restaurantes, disposição da loja, facilidade de encontrar o produto, preços e descontos, ambiente, etc. Mesmo assim, a origem das estratégias de fidelização surgiram com a partir das lojas físicas, e com o mesmo objetivo que as marcas online, se diferenciar do concorrente, oferecendo melhores condições de consumo para que ele sai satisfeito, tendo diferentes motivos para retornar e consumir mais.

Com o passar do anos as estratégias foram evoluindo, e diante um cenário de crise econômica elas não param de aparecer. Para tangibilizar, o exemplo mais comum e mais lembrado por todos é o cartão fidelidade, que a cada compra, o cliente ganha um carimbo, ao completar o cartão ele tem o direito de consumir na loja com delimitações estabelecidas pela marca. Essa prática apesar de ser muito comum, funciona de forma mais simples e recorrente em restaurantes, padarias, ou seja, estabelecimentos alimentícios, onde o benefício quase sempre o prato tradicional da casa, ou uma sobremesa.

O cartão fidelidade para as marcas de roupa funcionam de outra forma, ainda que em formato de cartão. Comum nas lojas de departamento, o consumidor se depara com a opção de fazer o cadastro e receber um cartão da loja, como por exemplo o Cartão Americanas artão americanas, esse pode ser de crédito que apresenta maiores benefícios, mas em algumas lojas existe a opção de ser somente para uso interno. A grande vantagem desses cartões variam de estabelecimento para estabelecimento, mas costumam oferecer melhores condições de pagamento, acúmulo de pontos para ser trocado por algum outra vantagem depois, acesso a descontos exclusivos.

Como dito anteriormente, com o passar dos anos as formas de fidelização vão mudando, hoje os supermercados possuem a coleção de adesivos para troca de um objeto, as drogarias têm os descontos personalizados pelo CPF e até app que oferece descontos exclusivos.

Quando pensamos em marcas online a fidelização se torna mais difícil, mas mesmo assim as marcas tem se saído muito bem na disputa por criação de dinâmicas de fidelização. Algumas delas são, acesso a conteúdos exclusivos, de dicas, cursos etc, descontos na primeira compra, frete grátis, acúmulo de pontos através de cada compra ou cada produto, sorteios com fotos exigindo apenas curtidas e follow nas redes e provavelmente o mais conhecido de todos, códigos de descontos divulgados pelas blogueiras e influencers.

Existe ainda algumas lojas que são físicas e também estão precsentes no e-commerce, nesse caso existe a possibilidade ainda de misturar um pouco das duas estratégias, como o uso do cartão nas online também acumula pontos, ou descontos exclusivos apenas para alguns produtos no site.

De uma forma ou de outra, são muitas as opções para fidelização de cliente hoje em dia, e o que deve sempre guia a marca e se ter em mente é que nenhum consumidor gosta de se sentir enganado, então as estratégias precisam ser pensadas e estruturadas para trazerem vantagens para os dois lados, de forma que nenhum saia no prejuízo, e algumas vezes isso significa para a loja que o "único benefício" dela será a fidelização, e nenhum lucro naquele momento, é uma estratégia de investimento.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas

O que você achou? Comente