Um pleito antigo da Guarda Portuária do Rio de Janeiro foi atendido. A categoria passou a ter uma carteira funcional diferenciada que identifica os agentes e o número do porte de arma de cada um. A entrega simbólica foi realizada nesta segunda-feira, dia 12, pelo diretor-presidente da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), Tarcísio Tomazoni. Na ocasião, estiveram presentes o diretor administrativo-financeiro da CDRJ, Helio Szmajser; o superintendente da Guarda Portuária, Amauri Faria; encarregados e outros integrantes da Guarda Portuária.

cdrj guardaportuaria carteira

A carteira está sendo emitida em conformidade com as normas da Polícia Federal, órgão que registra o número do porte de arma de cada guarda portuário. Os documentos são assinados pelo superintendente da Guarda e estão sendo entregues aos poucos, conforme a renovação dos portes, que têm chegado diariamente.

Cabe ressaltar que a Guarda Portuária é integrante do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), criado pela Lei nº 13.675/2018, que disciplina o funcionamento e a organização dos órgãos responsáveis pela Segurança Pública. O SUSP tem por objetivo estabelecer a integração entre esses órgãos.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas