A Brasil Terminal Portuário (BTP) convocou a direção de seus principais acionistas - as internacionais Terminal Investment Limited (TIL) e APM Terminals - para celebrar a inauguração oficial, na manhã desta quinta-feira (28) do empreendimento multiuso no Porto de Santos, litoral paulista. A cerimônia teve direito a uma operação simbólica de um contêiner, gravação de imagens feitas por um drone, cerimonial comandado pela atriz Maitê Proença e muitos discursos. A empresa já havia iniciado a movimentação de cargas em agosto, mas ainda de forma parcial. As atividades com capacidade total foram autorizadas em outubro, após obtenção da licença de operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Fotos: Bruno Merlin/Portogente

Cerimônia contou com embarque simbólico de contêiner e foi prestigiada por dezenas de funcionários

Entre os presentes ao evento destaque para o ministro da Secretaria Especial de Portos (SEP), Antônio Henrique da Silveira, o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Pedro Brito, o diretor-presidente da BTP, Henry Robinson, o CEO da APM Terminals, Kim Fejfer, e o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), entre outras autoridades. Juntos, eles acionaram o sistema que iniciou a operação de embarque de um contêiner decorado com o logo da BTP no navio MSC Oriane, de bandeira panamenha.

O terminal concluiu a primeira fase de obras e está preparado para operar até 1,2 milhão de TEUs por ano. No entanto, a dragagem de aprofundamento do canal de acesso ao porto santista - para 15 metros de profundidade - ainda não foi homologada, o que ocasiona uma "restrição significativa" na capacidade de operação, nas palavras do diretor-presidente Henry Robinson. Há, até, suspeitas de que o serviço de dragagem não aprofundou o canal de navegação nos níveis anunciados. O comandante da empresa, entretanto, evitou críticas e elogiou o trabalho da Secretaria de Portos, classificando o Governo Federal como um "grande parceiro" para viabilizar a construção do complexo multiuso.


Autoridades dão início à operação simbólica que inaugurou oficialmente o terminal

A dragagem é fundamental para que a BTP e os demais terminais instalados no Porto de Santos possam receber os grandes navios da nova geração que está sendo empregada na costa brasileira, com capacidade superior a 9 mil TEUs. "Estamos apelando junto ao ministro dos Portos pela rápida homologação da Dragagem pela Marinha. Esperamos que aconteça até o final do ano. A tendência mundial é que o tamanho dos navios cresçam, gerando economia de escala no transporte marítimo".

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s