O projeto do Corredor Ferroviário Bioceânico de Integração - com 3,8 mil quilômetros ligando Peru, Bolívia e Brasil – passa a ter ingresso do governo brasileiro, que assinará memorando de entendimento nas próximas semanas.

                                           Imagem

Leia também

Fomentando cadeias logísticas portuárias integradas e mais produtivas

O projeto difere do plano de ferrovia entre os oceanos Atlântico e Pacífico defendida pelos chineses - que liga o Brasil, pela região norte, ao Peru -, proposta essa que já tem estudo de viabilidade apresentado.

Os grupos de trabalho ainda preparam termos de referência para esse estudo no caso do corredor boliviano, que por sua vez conta com o suporte de empresas alemãs e suíças.

O investimento total é estimado em US$ 7 bilhões e a ferrovia seria para transporte de até 25 milhões de toneladas de cargas e 13 milhões de passageiros/ano, de acordo com os dados do pré-projeto apresentado durante encontro realizado em Cochabamba, na Bolívia, para tratar do assunto.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente