O turismo é a grande aposta do município de Quilombo para diversificar a economia da cidade e a estratégia é transformar o que hoje é potencial em um produto com capacidade para ser disponibilizado na “prateleira” do setor de Santa Catarina. A primeira parte desse projeto ganha forma com o lançamento dos Encantos Rurais de Quilombo – uma rota que apresenta as belezas do meio rural com visitação a agroindústrias de produção de vinho, mel, panificados, cachaça e licores; troca de experiências sobre processos produtivos, degustação de comida típica e inserção do visitante no modo de vida do homem do campo.

Turismo SC

A rota nasce de um projeto que iniciou há pouco mais de um ano com o envolvimento de 32 propriedades. Nesse tempo os agricultores passaram por um período de qualificação, orientações e treinamentos sobre organização na propriedade, segurança, manipulação de alimentos, atendimento e boas práticas. E todos eles, com o auxílio dos profissionais do Sebrae, trabalharam na melhoria das suas propriedades com foco na atenção às necessidades e expectativas dos turistas.

Segundo a turismóloga Karla Hall, a geração de renda é um dos propósitos do turismo que precisa ser visto como uma atividade econômica que exige planejamento, organização e investimentos. No caso de Quilombo o investimento na Rota ficou por conta da estruturação do roteiro e da preparação das propriedades e agricultores, já que a natureza foi generosa com a cidade que possui um interior riquíssimo e uma oferta abundante de sítios e fazendas, vales, montanhas e água. Um desses lugares é o Salto Saudades – uma sequência de cascatas que começa a despontar como um dos mais belos cartões postais de Santa Catarina.

Vale lembrar que o Turismo Rural, além de uma tendência, está totalmente em sintonia com as características da nossa região, por isso tem condições de ser trabalhado em muitas cidades do oeste catarinense. Mas segundo o prefeito de Quilombo, Silvano de Pariz, um dos maiores benefícios desse projeto, além da geração de renda, é justamente a valorização do agricultor, a contribuição que o projeto dá para a permanência do homem no campo e a possibilidade de que novos negócios surjam em função do Turismo. “Estamos fazendo a nossa parte acreditando que esse é só o começo de um projeto muito maior para a nossa cidade e região”, sinaliza.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente