O Conselho de Autoridade Portuária -CAP é em órgão deliberativo, consultivo e normativo, constituído pelasentidades diretamente envolvidas na atividade portuária cuja competência édefinida pela Lei nº 8.630/93, da seguinte forma:

baixar oregulamento de exploração;

homologar ohorário de funcionamento dos portos;

opinar sobrea proposta de orçamento dos portos;

promover aracionalização e a otimização do uso das instalações portuárias;

fomentar aação industrial e comercial dos portos;

zelar pelocumprimento das normas de defesa da concorrência;

desenvolvermecanismos para atração de carga;

homologar osvalores das tarifas portuárias;

manifestar-se sobre os programas de obras, aquisições e melhorias dainfra- estrutura portuária;

aprovar oplano de desenvolvimento e zoneamento dos portos;

promoverestudos objetivando compatibilizar plano de desenvolvimento dos portos comos programas federais, estaduais e municipais de transporte em suasdiversas modalidades;

assegurar ocumprimento das normas de proteção do meio-ambiente;

estimular acompetitividade;

indicar ummembro da classe empresarial e outro da classe trabalhadora para compor oConselho de Administração ou órgão equivalente da concessionária do porto,se entidades sob controle estatal;

baixar seuRegimento Interno;

estabelecernormas visando o aumento da produtividade e a redução dos custos dasoperações portuárias, especialmente as de contêineres e do sistemaroll-on-roll-off;

instituirCentros de Treinamento Profissional destinados à formação eaperfeiçoamento de pessoal para o desempenho de cargos e o exercício defunções e ocupações peculiares às operações portuárias e suas atividadescorrelatas;

apreciar ehomologar as novas estruturas tarifárias que deverão ser adotadas pelaAdministração Portuária, em substituição ao modelo tarifário previsto noDecreto n.º 24.508 de 29 de junho de 1934 e suas alterações;

aprovar efazer publicar normas sobre procedimentos e critérios, para apré-qualificação de Operadores Portuários, junto à AdministraçãoPortuária;

deliberarsobre recursos a que se refere o art. 41 da Lei 8.630;

manifestar-se sobre propostas que visem à melhoria da operação portuária ea valorização econômica dos portos;

deliberarsobre recurso de indeferimento ou falta de pronunciamento da AdministraçãoPortuária concernente a abertura de licitação para construção e exploraçãode instalações portuárias;

atribuirtarefas e outras responsabilidades à Administração Portuária;

pronunciar-se sobre outros assuntos de interesse dos portos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente