O senador Vital do Rêgo, do PMDB da Paraíba, anunciou nesta segunda-feira (26/03) que vai apresentar ao ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro, cópias do projeto de conclusão da Alça Noroeste de Campina Grande. O parlamentar revelou que a sua intenção é encaixar o projeto da Alça Noroeste ao PAC da Mobilidade Urbana, previsto para ser executado a partir de abril.

Para isso, o senador pretende mostrar ao Ministério da Cidade que a Rainha da Borborema reúne hoje todas as condições que favoráveis para executar a obra, graças ao revolucionário programa Vias Abertas que calçou e pavimentou mais de 120 quilômetros de ruas e avenidas da cidade. “Nós vamos encaixar o projeto da Alça Noroeste ao Vias Abertas. Com isso, Campina vai estar servida ao mesmo tempo de um anel urbano que congrega a Alça Sudoeste com a Alça Noroeste”, detalhou Vital.  A previsão do senador é que até o dia 10 de abri o projeto seja incluso no PAC da Mobilidade Urbana. Ele disse estar convicto de que o projeto será aprovado no Ministério das Cidades.

Concebido há dois anos pela Prefeitura Municipal de Campina Grande, o projeto da Alça Noroeste se soma ao programa Vias Abetas que calçou mais de 500 ruas na cidade.  “É um projeto de grande monta porque tem trechos de desapropriação feitos com recursos próprios da prefeitura e trechos de interligação com as áreas que já estão sendo utilizadas nas vias urbanas”, explicou.

O projeto segundo ele foi um dos primeiros apresentados no Ministério das Cidades, no início da segunda gestão do prefeito Veneziano Vital do Rêgo. De acordo com o senador peemedebista, o projeto da Alça Noroeste foi elaborado pela equipe da Prefeitura de Campina Grande e tem o objetivo de melhorar o fluxo de veículos entre as BRs 230 e 104, desafogando o trânsito no centro da cidade. “É uma obra de mais de R$ 100 milhões, fundamental para melhorar a qualidade do tráfego na cidade”, disse.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O que você achou? Comente