Professor de Engenharia Elétrica dá dicas para você escolher o melhor custo-benefício

As lâmpadas de uma casa podem representar até 10% do consumo da conta de luz de uma residência. Se você está pensando em economizar, o seu bolso vai agradecer as dicas que o professor do curso de Engenharia Elétrica da Faculdade Anhanguera, Alexandre Cintra, separou para ajudar os consumidores a escolherem a lâmpada de melhor custo-benefício.

Lâmpadas

"Com muita gente ainda de home office, por causa da pandemia de Covid, para quem quer ver conta de energia elétrica diminuir de valor, é importante rever as lâmpadas da casa. A princípio, trocar todos os pontos de luz da residência pode ser um investimento alto, mas certamente o valor investido agora será diluído com o passar do tempo, gerando economia; pois o que se leva em consideração no consumo de energia é a potência eletrica, e nos casos das lâmpadas em Led, tem-se uma menor potência e a mesma quantidade de lúmens (fluxo luminoso) de uma lâmpada convencional", diz o professor.

LÂMPADAS DE LED
As lâmpadas de LED (Light Emitting Diode) são as campeãs em eficiência. No mercado, é oferecida uma infinidade de opções, em formato clássico de lâmpadas, além de cordões e fitas.

Como funcionam? Em seu interior, há um componente eletrônico chamado "diodo", que permite a passagem da corrente elétrica em apenas um sentido. A lâmpada é formada por vários diodos emissores de luz, ligados em um circuito elétrico.

Quanto economiza? As lâmpadas de led são 80% mais econômicas que as incandescentes, e 30% mais econômicas que as fluorescentes.

Vida útil: média de 25 mil horas.

Poder de iluminação: uma lâmpada led de 10w tem a mesma capacidade de iluminação que uma incandescente de 60w ou uma fluorescente de 15w.

Prós: são menos descartadas no meio ambiente, por terem vida útil maior.

Contras: além do preço, está o fato de que as lâmpadas LED possuem ângulo de abertura menor. Isso pode ser um ponto positivo se você quiser fazer uma iluminação direcionada, mas pode prejudicar se a ideia é iluminar um ambiente amplo.

Preço médio: depende do ambiente que se quer iluminar; lâmpadas com potência baixa podem ser encontradas na internet a partir de R﹩ 5.

LÂMPADAS TURBO LED
Boa opção para substituir as antigas lâmpadas fluorescentes tubulares, mas ao contrário das primeiras, as turbo não precisam de reator para funcionar. Assim como as lâmpadas led tradicionais, têm vida útil longa.

Como funcionam? Da mesma forma que as leds tradicionais, a única diferença é o tamanho.

Quanto economiza? As lâmpadas de led são 80% mais econômicas que as incandescentes, e 30% mais econômicas que as fluorescentes.

Vida útil: média de 25 mil horas.

Poder de iluminação: uma lâmpada led de 10w tem a mesma capacidade de iluminação que uma incandescente de 60w ou uma fluorescente de 15w.

Contras: custo elevado.

Prós: são vendidas em quatro cores, além da branca (azul, amarelo, verde e rosa), despertando a criatividade do consumidor para decorar ambientes, além de possuírem tamanhos diferentes.

Preço médio: os modelos mais simples são encontrados na internet, em média, por R﹩ 20.

LÂMPADAS HALÓGENAS
Esses modelos costumam ser muito usados por arquitetos e decoradores na ambientação de projetos, pois são ótimas para destacar jardins ou objetos.

Como funcionam? Este modelo possui em seu interior um filamento de tungstênio, assim como as antigas lâmpadas incandescentes. Contudo, o bulbo contém gás halógeno (que pode ser bromo ou iodo) ao contrário dos gases usados na incandescente (argônio ou o criptônio).

Quanto economiza? As lâmpadas halógenas são 30% mais econômicas que as incandescentes.

Vida útil: média de 4 mil horas.

Poder de iluminação: têm mais brilho do as de led e incandescentes.

Contras: não é tão econômica quanto as lâmpadas compactas e fluorescentes. É preciso cuidado na hora da troca e não se deve encostar na lâmpada quando está ligada, o calor pode provocar queimaduras.

Prós: oferece luz mais "real", parecida com a luz solar e permite efeitos de iluminação no ambiente.

Preço médio: os modelos mais simples são encontrados na internet, em média, por R﹩ 10.

LÂMPADAS FLUORESCENTES
São muito consumidas pelos brasileiros, devido ao preço, variedade de formatos e tamanhos e cores (branca, amarela, neutra ou colorida).

Como funcionam? São compostas por um vidro coberto por um material à base de fósforo, e dentro delas há gases inertes a baixa pressão que se ionizam quando é aplicada uma corrente elétrica, gerando luz.

Quanto economiza? Uma única lâmpada fluorescente de 15w vale por uma incandescente de 60w, barateando a conta de luz em até 80%.

Vida útil: média de 7,5 mil a 8 mil horas.

Contras: não é tão barata e possui vida útil menor, gerando mais resíduos ao meio ambiente.

Prós: ilumina sem "esquentar" o ambiente, são conhecidas como lâmpadas frias.

Preço médio: os modelos mais simples são encontrados na internet, em média, por R﹩ 10.

ESQUEÇA AS INCANDESCENTES!
Essas todo mundo conhece! Atualmente, seu comércio é proibido no Brasil, por consumir muita energia elétrica.

Como funcionam? A luz é emitida quando a corrente elétrica passa pelo filamento de tungstênio contido no interior do bulbo.

Vida útil: média 1 mil horas.

Contras: por conta da vida útil curta, gera mais resíduos ao meio ambiente.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente