Federação se une ao pool de empresas e associações que defendem o túnel imerso como melhor alternativa para ligação seca às margens do Porto de Santos

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) ingressou oficialmente, nesta terça-feira (20/4), na Campanha Vou de Túnel, que defende o projeto do túnel imerso entre Santos e Guarujá como a única opção viável para a ligação seca entre os municípios e para o desenvolvimento da operação portuária no Porto de Santos. A logomarca da federação foi incluída no site da campanha (www.voudetunel.com.br) ao lado das mais de 40 empresas e associações de classe que apoiam o movimento.

Túnel Dad

O ex-presidente da Autoridade Portuária de Santos (SPA) e porta-voz da Campanha Vou de Túnel, Casemiro Tércio Carvalho, considera o apoio de entidades relevantes como a Fiesp importante para o avanço do projeto que irá beneficiar tanto à comunidade local, com geração de empregos e melhoria na qualidade de vida, quanto à operação portuária.

O engenheiro naval destaca que, no início de abril, a SPA abriu chamamento público para receber estudos sobre o traçado do túnel. Segundo ele, a medida representa mais uma sinalização de avanço do projeto do túnel imerso como a alternativa ideal para resolver o gargalo da mobilidade urbana na região da Baixada Santista e promover o incremento dos negócios no Porto de Santos, já que a obra não cria obstáculos físicos no canal de navegação e permite a chegada da próxima geração de navios no maior porto da América Latina.

“O ingresso da Fiesp como apoiadora da Campanha Vou de Túnel e o recente lançamento do chamamento público para os estudos sobre o modal são demonstrações claras de que estamos no caminho certo para solucionar uma demanda histórica da comunidade local e do setor portuário, além de impactar positivamente a economia nacional com o desenvolvimento do principal porto brasileiro”, analisa.

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf destaca que a ligação seca é discutida há décadas e, segundo ele, trata-se de uma obra necessária, tanto para a região da Baixada Santista, quanto para o Porto de Santos. “São Paulo espera há muito por uma ligação seca entre Santos e Guarujá e consideramos que o túnel é a melhor alternativa, tanto para a comunidade quanto para a operação portuária”, explica.

Em recente visita técnica ao Porto de Santos, realizada em fevereiro, o presidente da Fiesp defendeu tecnicamente o projeto do túnel imerso para a ligação seca entre os municípios. “Estudos mostram que a opção do túnel seria mais vantajosa por uma série de razões, inclusive razões técnicas, além de investimentos e resultados. Por essa razão, ao nosso ver, seria mais interessante a solução através de um túnel e não de uma ponte para a ligação seca”, definiu Skaf na ocasião.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente