Depois de um ano de mudanças profundas em seus negócios, a startup Picap prevê investir, em 2021, US$ 2 milhões no setor de entregas no Brasil. A empresa, que nasceu na Colômbia e atua ainda em países como Argentina, México e Guatemala, aposta na criação de um centro de distribuição, dentro do modelo HUB, localizado na Zona Leste de São Paulo, e no software de logística Pibox Enterprise como alavancas de crescimento para 2021.

Startup pg 2

"Chegamos ao Brasil, em 2019, trazendo um modal novo como solução aos engarrafamentos, principalmente nas grandes cidades. O transporte de passageiros por motos vinha numa curva crescente, alcançando 11 cidades no Brasil. Quando veio a pandemia, alteramos a nossa estratégia e passamos a focar nos setores de logística e entregas", explica o CEO da Picap, Diogo Travassos.

Atuando na modalidade last mile, onde obteve crescimento de 400% nos últimos meses, a Picap passou a fechar parcerias com grandes players do mercado, oferecendo um serviço mais ágil, rápido e barato. "O crescimento do delivery, com a pandemia, cresceu em poucos meses o que levaria alguns anos. Passamos a enfrentar problemas de logística graves, pois o consumidor passou a utilizar esse serviço de forma permanente. A Picap oferece uma solução no sentido que ajuda a tornar toda operação mais confiável e segura", salienta Travassos.

Adquirir uma central de distribuição (HUB), segundo o CEO da Picap, é um passo importante na consolidação da empresa no segmento. Dessa forma, a startup passa a contar com um sistema de distribuição próprio, visando otimizar todo o processo, em todas as etapas. "A isso somamos o Pibox Enterprise, software que, na prática, faz a ponte entre o fornecedor e o consumidor final. O usuário passa a contar com uma ferramenta que acompanha, em tempo real, o deslocamento da carga, a rota escolhida e a estimativa de entrega. Ela permite que o fornecedor encontre uma solução mais adequada para cada cliente", detalha Travassos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente