Segundo a Abinee, desempenho positivo ocorre após três quedas consecutivas

A produção da indústria elétrica e eletrônica cresceu 15,6% em maio na comparação com o mês imediatamente anterior, com ajuste sazonal, conforme dados divulgados pelo IBGE agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Esse incremento ocorreu após três quedas consecutivas.

eletros 1

Desde fevereiro, a produção de bens eletrônicos já estava sendo prejudicada pelos problemas no recebimento de materiais, componentes e insumos da China. As medidas de isolamento social devido à chegada da Covid-19 no Brasil, por sua vez, impactaram a produção industrial a partir da última semana do mês de março, afetando o mês inteiro de abril.

Segundo o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato, o desempenho da produção ocorreu em função do retorno da atividade de algumas unidades industriais. Mesmo com o aumento verificado no mês de maio de 2020, a produção do setor ficou muito abaixo do verificado em maio do ano passado (-33,9%), com fortes quedas na área elétrica (-36,5%) e na eletrônica (-31,1%).

Segundo Barbato, embora o resultado esteja aquém de 2019, nesse cenário de pandemia, o olhar deve se voltar à evolução mês a mês. "Inevitavelmente, a retomada será gradual e esperamos que esse seja o primeiro passo", ressalta.

Acumulado do ano
No acumulado de janeiro a maio de 2020, a produção industrial do setor eletroeletrônico recuou 16,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse resultado decorreu tanto da queda de 16,8% da área eletrônica, quanto da retração de 16,0% da área elétrica.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente