Campanha de conscientização tem início nesta segunda-feira, 2, e segue até o dia 7 de dezembro; levantamento aponta ambiente como principal fator para proliferação do mosquito

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e as 20 concessionárias de rodovias paulistas estão apoiando a "Semana de Mobilização contra o Aedes Aegypti", realizada pela Secretaria de Estado da Saúde. A campanha tem como objetivo o engajamento da sociedade civil, municípios e organizações públicas e privadas em atividades focadas no controle à proliferação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Durante a semana de 2 a 7 de dezembro, 352 painéis luminosos das principais rodovias paulistas veicularão as mensagens "Previna-se contra dengue, zika e chikungunya", "Não jogue lixo nas rodovias" e "O Aedes Aegypti se reproduz em água parada".

Dengue Artesp

Em 2019, até 11 de novembro, foram confirmados 390.654 casos de dengue, com 256 óbitos, além de 72 casos de zika e 280 de chikungunya, sem óbitos de ambas as doenças, segundo a Secretaria da Saúde. Dez cidades concentram 43,2% dos casos confirmados de dengue e somam 169.062 registros: São José do Rio Preto (32.822); Campinas (26.246); Bauru (26.088); Araraquara (23.876); São Paulo (16.617); Ribeirão Preto (13.748); Birigui (7.916); Araçatuba (7.782); Presidente Prudente (7.584) e Guarulhos (6.383).

Balanço realizado pela Secretaria da Saúde aponta que, em média, 2.5 criadouros do mosquito são encontrados em cada residência do Estado de São Paulo e a maior prevalência de larvas do Aedes é em recipientes móveis (vasos de plantas, garrafa pet, potes plásticos). Por isso, a colaboração de todos é fundamental e as principais atitudes preventivas são: deixar a caixa d'água bem fechada e realizar a limpeza regularmente; retirar dos quintais objetos que acumulam água; cuidar do lixo, mantendo materiais para reciclagem em saco fechado e em local coberto; eliminar pratos de vaso de planta ou usar um pratinho que seja bem ajustado ao vaso; descartar pneus usados em postos de coleta da Prefeitura.

Para mais informações, acesse o site: http://www.saude.sp.gov.br/

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s